A bizarrice da propaganda da Volkswagen com Elis Regina. Por Hamilton Souza

Publicado em por em Negócios, Opinião

Maria Rita e a mãe, Elis Regina, recriada por meio de IA, no comercial da Volkswagem. Foto: Reprodução

Em tempos de algoritmos anabolizados das big techs, que se tornaram híper poderosos com o conceito de web semântica, apresentado ao mundo a partir de 2021 por Tim Berners-Lee (inventor da web como conhecemos hoje), o conceito que por sua vez forneceu a estrutura e o contexto necessários para que outros algoritmos, os da Inteligência Artificial (IA), pudessem fazer com que máquinas microprocessadas tivessem a capacidade de aprender e analisar, a partir de dados disponíveis na web, ao ponto de criar e/ou recriar coisas. Seria fantástico, se não fosse bizarro.

Se você não se liga muito nesses termos da tecnologia, talvez isso te obrigue a “dar um google” para entender melhor os conceitos que mencionei, do contrário, use o chatgpt (IA), para que ele interprete a letra da canção “Como Nossos Pais”, de autoria do compositor cearense Belchior, interpretada por Elis Regina pela primeira vez em 1976.

Talvez você saiba que Belchior e Elis floresceram suas obras em plena ditadura militar (1964-1985), e seu inestimável conjunto de valor artístico representou resistência à opressão, à ausência de liberdade e o famigerado patrulhamento ideológico do regime político de exceção que resultou em torturas e assassinatos daqueles que ousavam se opor ao poder político e militar.

A bizarrice vem agora: pegue uma grande montadora de automóveis alemã (Vokswagem), que esteve associada ao partido nazista, de quem recebeu a encomenda para produzir o Fusca, cujo projeto original foi roubado de outra pequena montadora, a qual só conseguiu na justiça em 1961 receber 3 milões de marcos alemães como indenização.

No relatório da Comissão Nacional da Verdade, apresentado em 2012, aponta a contribuição deliberada da VW com a ditadura militar, inclusive com fornecimento de listas de nome até de funcionários, os quais teriam sido agredidos e presos dentro da própria empresa.

Fazenda no Pará

O Ministério Público do Pará apurou o passado sombrio da Fazenda Volkswagem, a qual desde 1973, quando adquiriu 140 mil hectares, na região do Araguaia e Tocantins, obrigando em 2020 a empresa a pagar indenização milionária por violação ao direitos humanos.

Agora junte tudo, IA com reconstrução computadorizada da imagem e da voz da Elis Regina, cantando Como Nossos Pais, do Belchior, em dueto com a Maria Rita, filha da Elis Regina, para comemorar 70 anos da Kombi e o lançamento do modelo elétrico que a montadora criou para substituir o clássico que marcou várias gerações, que agora se chama ID:BUZZ e custa a bagatela de R$350 mil.

Elis e Belchior, se vivos fossem, provavelmente não concordariam com o sabor dessa mistura. Um importante trecho da letra foi suprimido na emocionante peça publicitária: “Por isso, cuidado meu bem. Há perigo na esquina, eles venceram e o sinal está fechado pra nós que somos jovens…”. 

Portanto, é bom ir se acostumando, deepfake é uma tecnologia usada para criar vídeos falsos, porém bem realistas, com pessoas fazendo coisas que nunca fizeram de verdade ou em situações que nunca presenciaram.

O algoritmo utiliza inteligência artificial para manipular imagens de rostos e criar movimentos, simulando expressões e falas”, diz o professor Google, como se a ideia de “TRIVIUM” da educação clássica, baseado na lógica – signo, significado e referente – deixasse de fazer sentido ou passassem a assumir outros valores, nesse caso, antagônicos ao que pretendiam seus criadores.

Vale a pena refletir.

Hamilton Souza

Natural de Oriximiná, vive em Belém (PA), onde atua como profissional de tecnologia da informação. Escreve regularmente no JC. Acesse seu perfil no Instagram.

— O JC também está no Telegram. Siga-nos e leia notícias, veja vídeos e muito mais.


Publicado por:

2 Comentários em A bizarrice da propaganda da Volkswagen com Elis Regina. Por Hamilton Souza

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *