Professor propõe estudo sobre causas da evasão no curso de Educação Física na Uepa

Contraponto do professor Erivelton Ferreira Sá, do curso de Educação Física da Uepa, campus Tapajós, em Santarém, à matéria Campus Tapajós da Uepa é recordista em abandono do curso de Educação Física no Pará:

Segundo o censo da educação superior 2018, no ano analisado, ingressaram em cursos de graduação no Brasil 3,4 milhões de estudantes. Por sua vez, no mesmo período apenas 1,2 milhão de estudantes concluíram a graduação. Esses dados apontam uma imensa evasão nos cursos superiores brasileiros.

O curso de Educação Física da Uepa oferta anualmente no seu processo seletivo 40 vagas. Nem todas são preenchidas, mas imaginemos que todas foram preenchidas, e sabendo que se formaram na turma de egressos do curso de Educação Física em 2018, 25 concluintes. Temos então uma taxa de 62,5% em relação aos 40 que ingressaram.

 

Observando os índices nacionais onde o número de formandos em 2018 está em torno de 35% em relação aos de ingressantes nos cursos de graduação, concluímos que a evasão ao longo do curso de Educação Física da Uepa está bem abaixo dos níveis brasileiros.

Isto não quer dizer, porém, que a universidade e seu quadro de professores estão apáticos e despreocupados em relação a evasão dos acadêmicos.

Muito pelo contrário, o curso conta com um quadro de professores qualificados, todos mestres e doutores, que no conjunto da universidade desenvolvem inúmeras ações, projetos e programas de incentivo a permanência dos acadêmicos na universidade.

Por outro lado, estudos científicos ainda são necessários para analisar as causas da evasão dos estudantes de Educação Física da UEPA, a fim de que medidas ainda mais eficazes sejam tomadas no combate a esse problema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *