Ciclo de oficinas promove a preservação do patrimônio histórico de Óbidos

Publicado em por em Educação e Cultura, Óbidos, Pará

Ciclo de oficinas promove a preservação do patrimônio histórico de Óbidos
As oficinas fazem parte do projeto Salvaguarda da Documentação da Diocese de Óbidos. Foto: Reprodução

Desde o início da semana (dia 27), devendo se prolongar até 22 de dezembro, ocorre o 1º Ciclo de Oficinas do Patrimônio Histórico de Óbidos (PA).

A iniciativa faz parte de um projeto “Salvaguarda da Documentação da Diocese de Óbidos”, coordenado pela Fundação de Integração Amazônica (Fiam) e financiado pela Cultural Emergency Response (CER) e Whiting Foundation.

Em quase 1 mês de atividades, serão realizadas 4 oficinas sobre a área de conservação e preservação do patrimônio histórico e de educação patrimonial.

O ciclo tem como objetivo despertar na comunidade local um novo olhar sobre a importância de preservar e valorizar a herança histórico-cultural de Óbidos. Uma das cidades mais importantes da região, ela ainda mantém um importante legado arquitetônico, documental e cultural sobre os mais variados povos, originais e imigrantes, que habitaram e habitam a região.

Atividades práticas e teóricas

O ciclo inicia com o curso de Educação Patrimonial, ministrado pela professora especialista Lélia Fernandes, de Belém (PA). Ela, que já foi diretora do Departamento de Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural da Secretaria de Cultura do Pará, vai apresentar atividades teóricas e práticas sobre Educação Patrimonial para docentes, gestores e a comunidade.

O objetivo se apropriar socialmente do patrimônio cultural da cidade como ferramenta para a compreensão sócio-histórica das referências culturais em todas as suas manifestações, a fim de colaborar para o seu reconhecimento, sua valorização e sua preservação. A oficina acontecerá entre os dias 27 de novembro e 1º de dezembro, de 8h as 12h.

Na sequência, será realizado a oficina de Gerenciamento de Risco do Patrimônio, conduzida pelo professor Leandro Melo, de São Paulo (SP).

Restauração de documentos históricos de Óbidos: iniciativa coordenada pela Fundação de Integração Amazônica (Fiam)

Conservador e restaurador especialista em acervos fotográficos históricos, Leandro Melo vai introduzir na oficina definições de gerenciamento de preservação em bibliotecas e arquivos, executar diagnóstico e elaborar plano de segurança em acervos para identificar riscos e antecipar eventuais danos que possa ocorrer nas coleções, tendo como local de prática o Museu Integrado de Óbidos. As atividades ocorrerão de 4 a 8 de dezembro, de 8h as 12h.

Doutora da USP

A próxima oficina será a de Resposta a Sinistros com Água em Arquivos e Bibliotecas, ministrada por Fernanda Auada, especialista em preservação de papéis e doutora pelo Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares, da Universidade de São Paulo (USP).

A oficina objetiva apresentar os fatores de risco pertinentes a acervos em papel e discutir os recursos disponíveis para o tratamento dos riscos, como prevenção, bloqueio e, principalmente, ações de resposta (resgate) a um sinistro com água, com o intuito de minimizar ao máximo os danos ocorridos.

Finalmente será oferecida a oficina de Introdução às técnicas de conservação de documentos, apresentada pelo conservador e restaurador de acervos em papel e mestre em Antropologia pela Universidade Federal do Pará, Antonio Pacheco Neto.

A oficina pretende divulgar princípios e técnicas de preservação, conservação e acondicionamento individual de documentos em suporte de papel, para que os alunos desenvolvam competências na área da conservação e possam prolongar a vida útil de documentos em papel e livros. Essa última oficina acontecerá entre os dias 18 e 21 de dezembro, de 8h as 12h.

Posição estratégica de Óbidos

Para Antonio Pacheco Neto, que também é coordenador do projeto Salvaguarda da documentação da Diocese de Óbidos, esta é uma oportunidade inédita de apresentar em uma das mais importantes cidades da região do Baixo Amazonas discussões que tangem a conservação e valorização do patrimônio histórico e cultural:

“Óbidos é uma cidade riquíssima em Cultura e História. A sua posição estratégica no curso do Rio Amazonas e a força de atração de imigrantes, além da presença forte da população indígena, faz com que a região tenha um significativo patrimônio que precisa ser valorizado. E o primeiro passo para isso é que a sociedade local entenda esta importância e que esteja capacitada para preservar esse legado”, destaca o especialista.

O 1º ciclo de oficinas do Patrimônio Histórico de Óbidos é realizado no Museu Integrado de Óbidos (Rua Justo Chermont, 706) sempre pelo período da manhã. Para mais Informações e inscrições, os interessados podem enviar e-mail para cursosacpn@gmail.com. Serão emitidos certificados de 20h para cada oficina realizada e não há limites para quantidade de oficinas por pessoa. 

Antonio Pacheco Neto é que também é coordenador do projeto de conservação e restauração de documentos históricos de Óbidos

Com informações e fotos da Ufopa

— O JC também está no Telegram. E temos ainda canal do WhatsAPP. Siga-nos e leia notícias, veja vídeos e muito mais.


Publicado por:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *