Publicado em por em Pará

O bólido foi captado pelas câmeras em Uruará e e Marabá no domingo (26)

Grande meteoro explode e é visto em diversas cidades do Pará, veja o vídeo
O meteoro e a explosão vista no céu da cidade de Marabá. Foto: Reprodução/Vídeo

Um grande meteoro explodiu nesta semana, e foi visto no céu de várias cidades do Pará.

Após relatos e contatos recebidos, as empresas Bramon e Clima ao Vivo iniciaram a busca por imagens e informações sobre o meteoro.

— LEIA: 4 sinais de que a empresa ITA Transportes Aéreos não voaria longe.

O bólido foi captado pelas câmeras do Clima ao Vivo em Uruará e e Marabá no domingo (26).

A câmera de Uruará registrou o meteoro a aproximadamente 275 Km de distância, enquanto a câmera de Marabá registrou a cerca de 435 km da região onde ocorreu o bólido, a nordeste da cidade de Senador José Porfírio.

Análises preliminares indicam grande possibilidade de o meteoro ter gerado meteoritos que podem ter atingido o solo. As equipes da Bramon e Clima ao Vivo continuam trabalhando nas análises técnicas sobre o fenômeno.

A Bramon é uma empresa focada em meteoros e tudo que é ligado à astronomia; a Clima ao Vivo atua no monitoramento de tempo e clima.

Veja o vídeo produzido por elas sobre o fenômeno.

O que é?

Meteoro é a “explosão” que acontece quando um detrito cósmico entra na atmosfera e provoca um efeito luminoso no céu. Esses pequenos objetos são chamados de meteoroides, materiais que se separaram de asteroides ou cometas e acabam conseguindo entrar na nossa atmosfera.

O atrito dos meteoritos com os gases da alta atmosfera faz com que as partículas do corpo celeste alcancem altíssimas temperaturas e, literalmente, incendeiem. Esse rastro luminoso é o que chama de meteoro.


Publicado por:

Uma comentário para

  • Bem interessante. A 65 milhões um desses, mas gigantesco extinguiu os dinossauros. Estima-se que a cada 100 milhões de anos um bem grande atinja a terra. Esse da reportagem foi um meteorito. Somos protegidos pela gravidade de Júpiter. As crateras da lua são de choques de meteoros. Houve uma época, quando o sistema solar ainda não estava muito estável que os meteoros assolaram os planetas que fazem parte dele, inclusive o nosso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *