Paraense é alvo de inquérito aberto pela PF com base na famigerada Lei de Segurança Nacional
O nome do paraense não foi revelado pela PF

O Pará passou a integrar a lista de estados com pelo menos uma pessoa alvo de inquérito aberto pela Polícia Federal com base na famigerada Lei de Segurança Nacional (nº 7.170/1983), criada na ditadura militar.

Em 2020, de acordo com a Fique Sabendo, agência de dados especializada em acesso à informação, a PF abriu 51 novos processos com base nessa lei – 96% a mais que o registrado no ano anterior.

 

O Pará aparece na lista do ano passado com 1 caso. São Paulo lidera com 8 inquéritos.

Não havia registro de pessoas alvos da LSN no Pará desde 2015, governo Dilma Rousseff (PT).

— LEIA também: Ministério Público pede informações à PF e Funai sobre morte de indígena no Pará.

Por se tratar de informações sigilosas, não amparadas pela LAI (Lei de Acesso à Informação), a PF não fornece a identificação do investigado paraense e nem se ele foi indiciado criminalmente ou se ele é jornalista ou não.

A LSN foi criada para ser aplicada apenas aos que atentam contra a integridade territorial e a soberania nacional; o regime representativo e democrático; a federação e o Estado Democrático de Direito; e contra os chefes dos poderes da União.


📹 Confira no canal do Blog do Jeso no Youtube as CINCO notícias mais acessadas da semana de 06 a 12 de fevereiro de 2021. Além de dezenas e dezenas de vídeos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *