Pobreza avança no país e arrasta 824 mil pessoas para essa faixa no Pará

Publicado em por em Pará

Pobreza avança no país e arrasta 824 mil pessoas para essa faixa no Pará
Mais de 800 mil paraenses entraram na faixa da pobreza entre 2021 e 2022. Foto: Reprodução

O Pará teve o 4º maior aumento de pobreza no País entre 2020 e 2021. Ou seja, 10,3% da população paraense ficou mais pobre em 1 ano, o equivalente a cerca de 824 mil habitantes, considerando a população do estado em 8,7 milhões, conforme o IBGE. Os dados são do Instituto Mobilidade e Desenvolvimento Social (Imds).

A pobreza avançou principalmente no Nordeste. Três estados dessa região lideram o ranking: Sergipe, com 12,5%, seguido pelo Maranhã (11,5%) e Rio Grande do Norte (10,6%). Na outra ponta, aparece o Rio Grande do Sul, cujo avanço da pobreza foi de “apenas” 0,8% da sua população (90,3 mil habitantes).

Leia o relatório completo do Imds.

O Pará, em 2021, se tornou o 17º com menor índice de pobreza do país, com 37% da população nessa faixa. Em 2020, o índice era de 26,7%.

A regra para classificar uma pessoa na linha de pobreza é a mesma do Banco Mundial, que considera como linha de corte viver com renda diária igual ou inferior a 10 reais.

De acordo com o levantamento, o Brasil tem hoje 47,3 milhões de pessoas na pobreza, o que representa 22,3% da população. É o pior resultado desde 2010. A série histórica do Imds começou em 1992, com 40% dos brasileiros nesse cenário. O número se manteve até os anos 2000, quando finalmente houve redução, chegando a 16,1% em 2014.

  • JC também está no Telegram. Siga-nos e leia notícias, veja vídeos e muito mais.


Publicado por:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.