Semed já tem dono se Zé Maria for prefeito de Santarém; veja o orçamento de 2024 da pasta

Publicado em por em Pará, Política, Santarém

Semed já tem dono se Zé Maria for prefeito de Santarém; veja o orçamento de 2024 da pasta
Zé Maria ao lado de Nélio Aguiar e Lira Maia: apoio incondicional à candidatura a prefeito do ex-deputado estadual. Foto: Reprodução

A pasta de educação (Semed) de Santarém (PA) já tem dono caso o prefeito eleito na disputa eleitoral de 2024 seja Zé Maria (José Maria Tapajós).

A mais robusta das secretarias municipais continuará sob as rédeas do ex-prefeito Lira Maia, o principal cabo eleitoral da candidatura do ex-deputado estadual do PP.

O acerto já teria sido fechado e alinhavado, segundo fontes ouvidas pelo editor do JC.

Lira Maia detém o controle da Semed há mais de 7 anos, ininterruptamente. Desde o primeiro dia da gestão do prefeito Nélio Aguiar (UB), primeiro e segundo mandatos, é ele quem demite e admite o gestor da pasta. Maria José Maia, a atual titular, é irmã do multiprocessado.

A preferência de Lira Maia pela Educação não se deve a questões, digamos, de cunho pedagógico-educacional. Ele nunca escondeu de ninguém que tem afeto pelo pasta por motivos comerciais, para fazer negócios, ganhar dinheiro e poder político.

Agiu assim na área, inclusive, quando foi prefeito de Santarém por 2 mandatos (1997 a 2000 e 2001 a 2004). O MPF (Ministério Público Federal) conhece muito bem essa tara histórica de Maia pela Semed.

A maioria dos processos em que o padrinho da candidatura de José Maria Tapajós é réu (já condenado em alguns deles) foi por esquemas de corrupção urdidos dentro da Semed.

Cereja do bolo orçamentário de Santarém, a Semed é a secretaria com maior receita do município. A previsão para 2024, por exemplo, é de R$ 543,6 milhões de Fundeb e mais R$ 248,2 milhões de recursos próprios e constitucionais. Ou seja, quase 800 milhões de reais.

O orçamento total do município para o próximo ano é de R$ 1,8 bilhão.

Eleito Zé Maria prefeito em 2024, no ano seguinte, num cenário sem qualquer reajuste no bolo da receita, Lira Maia terá sob a sua tutela quase metade do orçamento de Santarém. Terá pilhagem garantida por mais 4 anos.


Por Jeso Carneiro, repórter e editor do JC

— O JC também está no Telegram. E temos ainda canal do WhatsAPP. Siga-nos e leia notícias, veja vídeos e muito mais.


Publicado por:

Uma comentário para

  • Zé Maria, Lira Maia, Maria José, todos oriundos da política, cuja característica principal o enriquecimento às custas do bem público. Quem os conheceu antes da política, sabe que eles eram reles mortais: lisos. Hoje, depois de vários mandatos, eles ostentam a riqueza e continuam usando o dinheiro público para ficarem ainda mais ricos e para se manterem no poder. Enquanto isso o povo é quem paga a conta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *