TJ torna vitalício 20 juízes no Pará; 3 trabalham em Santarém

Publicado em por em Justiça, Pará

TJ torna vitalício 20 juízes no Pará; 3 trabalham em Santarém
Ib Tapajós, juiz: nova fase na carreira da magistratura. Foto: Reprodução

Um total de 20 juízes substitutos do Pará se tornaram vitalício. Um ato solene foi realizado nesta quarta-feira (29) em Belém no prédio-sede do TJ (Tribunal de Justiça) do Pará para marcar uma nova fase na carreira deles.

Todos foram considerados aptos a permanecerem na carreira da magistratura após apreciação de autos de avaliação pelo TJPA, em sessão plenária realizada no último dia 23.

Entre os vitaliciados, 3 trabalham atualmente em Santarém: Ib Tapajós, Felippe Ferreira e David Weber Costa.

“Este é um momento muito especial na nossa vida. Na minha vida, de poder estar aqui como presidente [do TJ], e poder entregar hoje a portaria que os tornam vitalícios. A partir de hoje, os senhores e senhoras serão juízes de Direito como já eram, mas com uma segurança, porque passam a ser vitalícios”, destacou a nº 1 do TJPA, desembargadora Nazaré Gouveia.

“Só quem pode tirar essa garantia de vocês são vocês mesmos. Mas tenho fé que vocês seguirão nesta trilha até quando Deus quiser. E quem fala é uma magistrada de 47 anos de magistratura”.

Os vitaliciados tomaram posse no dia 13 de outubro de 2021. São eles:

  • Eudes de Aguiar Ayres, Ib Sales Tapajós, Felippe José Silva Ferreira, Wendell Wilker Soares dos Santos, David Weber Aguiar Costa, Danilo Brito Marques, Elaine Gomes Nunes de Lima, David Jacob Bastos, Luís Felipe de Souza Dias e Adrielli Aparecida Cardozo Beltramini.
  • E ainda: Leonardo Ribeiro da Silva, Lurdilene Bárbara Souza Nunes, José Luís da Silva Tavares, Nathalia Albiani Dourado, Rodrigo Mendes Cruz, Luís Fillipe de Godoi Trino, Mário Botelho Vieira, Marília de Oliveira, Bruno Felippe Espada e Ítalo Gustavo Tavares Nicácio.

A portaria de vitaliciamento foi entregue aos juízes durante a sessão.

Fellipe Ferreira (de preto), juiz agora vitaliciado, com servidores do fórum de Santarém. Foto: reprodução

Com informações do TJPA e redação do JC

— O JC também está no Telegram. E temos ainda canal do WhatsAPP. Siga-nos e leia notícias, veja vídeos e muito mais.


Publicado por:

Uma comentário para

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *