Capitã Cloquina, assim como Pazuello, quer ficar em silêncio na CPI da Covid
Capitã Cloroquina: em silêncio na CPI da Covid no Senado. Foto: Reprodução

Mayra Pinheiro, conhecida como “Capitã Cloroquina”, recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para, assim como o ex-ministro Eduardo Pazuello, assegurar o direito de permanecer calada na Comissão de Inquérito Parlamentar da covid-19, que investiga ações e omissões da União no enfrentamento à pandemia do coronavírus. Informa o Metrópoles.

Protocolado na sexta-feira (14/5), o pedido de habeas corpus se baseou na “crescente agressividade com que têm sido tratados os depoentes que ali comparecem para serem ouvidos. A falta de urbanidade no tratamento dispensado às testemunhas, proibindo-as, inclusive, do exercício da prerrogativa contra a autoincriminação”.

— LEIA também: Extrema-direita se une a pastores e militares, e avança com neofascismo. Por Válber Pires

 

Mayra é secretária de Gestão do Trabalho e da Educação da Saúde (SGTES) do Ministério da Saúde. Assim como o ex-titular da Saúde, também é investigada no inquérito que apura a crise no fornecimento de oxigênio hospitalar para o Amazonas, durante o colapso no estado.

Além disso, a “Capitã Cloroquina” também solicita no habeas corpus o direito de requerer questões de ordem junto ao presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM).

“Sendo-lhes garantida a palavra pelo presidente da CPI para, inclusive, suscitar questão de ordem, objetivando preservar a efetiva vigência do Regimento do Senado e das leis nele reportadas, que devem ser integralmente respeitadas pela CPI, inclusive, para evitar futuras arguições de nulidade”, diz a ação.

O depoimento da secretária de gestão na CPI da Covid-19 está marcado para a próxima quinta-feira (20/5).

Com informações do site Metrópoles

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

4 Comentários em: Capitã Cloroquina, assim como Pazuello, quer ficar em silêncio na CPI da Covid

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • MAURÍCIO, SOBREVIVENTE DOS BURACOS DE SANTARÉM disse:

    TODOS BOLSOMINIONS COM MEDO DO BOLSONARO E SUAS MILÍCIAS , NÃO DE SENADORES , STF OU QUEM QUER QUE SEJA, TEM MEDO MESMO É DE UMA ” BALA PERDIDA ” IGUAL A DA MARIELE FRANCO !

  • Manuel disse:

    Essa corja são um bando de cafajestes, criminosos e acima de tudo covardes, diante da justiça ficam humildes, mansos e tentam bancar como se fossem honestos. Mas não passam de lixos não recicláveis.

  • Jose roberto dos Santos disse:

    Esse pessoal só é valente nas redes sociais, quando vão pra Polícia, justiça são uns santinhos.

  • Eu disse:

    Certíssima