No vídeo abaixo, uma das inserções da campanha do “sim” (77) pela criação dos estados do Tapajós e Carajás, a serem desmembrados do Pará.

Apresentação é da santarena Cleuma Lima.

Leia também:
O rosto do “sim”.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

12 Comentários em: Pará, o penúltimo em desenvolvimento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • cabano loco disse:

    COM O MEU FUTURO EU NÃO BRINCO !!! VOTO 55 !!!!

  • cabano loco disse:

    o pará é a bola da vez em cultura música empregos e desenvolvimento !!! o estado bom de se ganhar dinheiro !! desde que se tenha 1. iniciativa 2. persistência 3. prparo intelectual 4. ousadia e atitude empreendedora !!!! bem diferente da cultura mocoronga que quer criar um estado prás elites mamarem na vaca!!!!

  • cabano loco disse:

    uma capital de estado que constroi dois megashoppings uma orla marítima e dois arranha céus por semestre só pode ter vitalidade econômoca !!! tá correndo grana em belém !!! e muita gente já está investindo antecipadamente porque daqui a pouco além do prá que já é a maior provincia mineral do mundo e o maior exportador d energia elétricas do país também será a maior potência em petroleo a petrobrás já sabe mas ainda não quer divulgar o imenso poço de petroleo que vai do espartdarte até ao marajo !!! te cuida são paulo !!!! e ainda tem abestalhados que querem dividir o estado eu acho ótimo que o tapajós se emancipe prá viver de exportar piracui açai azedo e cuia pintada!!!!

  • Jorge Santos disse:

    www1.folha.uol.com.br/poder/1002258-agronegocio-reduz-desigualdade-no-centro-oeste-do-pais.shtml

  • anonimo disse:

    Vergonha é o empresariado de Santarém não ajudaram em nada nesta campanha, olhem para Marabá. Qual é o papel da associação comercial diante de situações que a cidade precisa da atuação dos empresarios?

    Se for um Não, terá muito desta incopetencia vergonhosa, gente que está em Santarém apenas para enriquecer e leva o nome de excelente empresario.

  • anonimo disse:

    Ei Jeso, a bicha, ops! digo a tricha Santarena não é o novo disfarce do Jorge Moraes não? tô desconfiado, o linguajá sujo, ops, digo chulo é igualzinho.

  • Olavo das Neves disse:

    Uma coisa é certa… de Fato e/ou de Direito… seja qual for o resultado…. serão criados os Estados do Tapajós, Carajás e Novo Pará.

  • não é não caralho !!!!

  • secundino aires disse:

    Mais um motivo para a independência do oeste do pará. mais um motivo entre outros para a criação dos estados de Tapajós e Carajás. ufa, o que mais explicitar sobre a viabilidade destes dois sonhos? será que só a turma do jatene, do zenaldo e da cambada de politicos corruptos que estão á frente do não, não se tocam. conclamo o povo tapajoara, que na próxima visita desses calhordas a nossa cidade.que o tratemos da mesma forma como eles nos tratam. com desprezo e desrespeito. MERDA NELES!

  • BELÉM disse:

    Jeso, da uma olhada nesse link! Vamos dividir o Pará sim ou não? Gostaria que Santarém a essa altura fosse uma ilha.
    https://oglobo.globo.com/pais/polemica-estado-do-para-uniao-disputam-posse-de-7-mil-ilhas-3234231

  • Maralice disse:

    Essa propaganda derruba qualquer NÃO. É escandaloso o nível que o Pará ocupa em termos de desenvolvimento humano e social.