“Pazuello se ferrou e nos ferrou junto”, diz Edson Pujol, ex-comandante do Exército
Edson Pujol, general ex-comandante do Exército. Foto: Agência Brasil

O ex-comandante do Exército general Edson Leal Pujol, em encontro recente em Brasília, reclamou da atuação do ex-ministro da Saúde general Eduardo Pazuello.

“Pazuello, quando o Bolsonaro lhe proibiu de comprar vacinas, você deveria ter pedido demissão. Obedecendo, você se ferrou e nos ferrou junto”, disse Pujol. A informação foi divulgada por Ancelmo Gois, colunista do jornal O Globo.

 

O general Eduardo Pazuello deixou o cargo de titular da pasta da Saúde em meio a forte alta de casos e mortes pela Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Além disso, o país patina na compra de vacinas e na criação de leitos de unidades de terapia intensiva (UTIs) para o tratamento da doença.

A atuação do general é alvo de investigações no Tribunal de Contas da União (TCU) e no Ministério Público Federal (MPF).

— LEIA também: Covid-19: abril tem o dia mais letal em Santarém; mês soma 96 óbitos até agora

Com informações do portal Metrópoles

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

4 Comentários em: “Pazuello se ferrou e nos ferrou junto”, diz Edson Pujol, ex-comandante do Exército

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • mamuel disse:

    Já imaginaram se dependêssemos desses generais “estrategistas” para vencermos uma guerra. Esses são Sanguessugas do erário.

  • Bíblia do Bolsonarismo disse:

    piada pronta. A mesma turma que faz treinamento conjunto na fronteira para que exército americano aprenda invadir a Amazônia, estaria preocupado com algumas morte de civis

    1. Ozzy disse:

      A Terra é quadrada e lisa.

  • Político disse:

    A saída do CMT do Exército, General Pujol, está além dessas meras conjecturas especulativas.