No portal Amazônia:

O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE) cassou ontem (2), por três votos a um, o mandato do prefeito de Barcelos (a 366 quilômetros de Manaus), José Ribamar Beleza (AM), e do vice-prefeito, Arnóbio Pereira (PMDB). Eles são acusados por compra de voto com dinheiro falso nas eleições de 2008.

Os parlamentares também foram condenados pela corte do TRE a pagar multa de R$ 50 mil.

Com a decisão, Beleza permanence no cargo até o julgamento dos embargos de declaração. Se a decisão for mantida, o TRE deve realizar uma nova eleição no município.

De acordo com a relatora do processo, juíza Joana dos Santos, documentos comprovam a doação a eleitores de cédulas falsas de dinheiro. Segundo o processo, o dinheiro foi entregue na véspera do pleito, junto com notas verdadeiras.

Três dias antes da eleição, Beleza foi detido no Aeroclube de Manaus, pela Polícia Federal com R$ 135, 4 mil. Beleza alegou que o dinheiro era uma doação feita a sua campanha pela empresa Mariuá Construções. O procurador federal Edmílson Barreiros destacou, ontem, que a doação a campanha dele também era ilegal porque deveria ter sido feita por meio de depósito em conta bancária.
O advogado do prefeito, Frank Abrahão, terá um prazo de três dias para entrar com um embargo de declaração, medida que adiaria o afastamento do prefeito Beleza. (AL)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *