PSL deve mudar comando no Pará por conta do péssimo desempenho nas urnas
Manoel Veloso: péssimo resultado nas urnas no Pará. Foto: Reprodução/Vídeo do PSL

O médico cardiologista Manoel Veloso deve perder o comando do PSL no Pará, por reflexo do péssimo desempenho nas urnas da sigla no estado.

A legenda com 2º maior fundo partidário para as eleições em 2020 no país – cerca de R$ 193 milhões – não conseguiu eleger um único prefeito no Pará.

 

Em Marabá, onde Veloso foi candidato a prefeito, o partido levou uma surra de Tião Miranda (PSD): 74,07% a 12,70% dos votos válidos. O município é o 4º maior colégio eleitoral paraense.

Os vereadores eleitos do PSL foram apenas 9, abaixo do PCdoB (10), Patriota (13) e PV (19), por exemplo.

Desse total, apenas 3 foram eleitos nos 10 maiores colégios eleitorais do Pará: Santarém, Marabá e Itaituba – 1 em todos eles. Nenhum em Belém e muito menos em Ananindeua.

LEIA também: Eleição para prefeito e vice em Santarém já tem eleito: José Maria Tapajós, do PL

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Um comentário em: PSL deve mudar comando no Pará por conta do péssimo desempenho nas urnas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • José Roberto dos santos disse:

    A ficha caiu . O POVO percebeu a tragédia que provocou em 2018 elegendo o pior presidente de todos os tempos, que era desse partido de fanáticos religiosos, dos ditos conservadores e patriotas ( hipócritas) . Taí a conta chegou.