PSOL desiste de candidatura a prefeito e libera militância para apoiar quem quiser
Convenção do partido realizada nesta terça-feira em Santarém. Foto: Divulgação/PSOL

O PSOL não terá candidatura a prefeito de Santarém na eleição deste ano. Isso não ocorre desde que o partido fincou sua bandeira no município.

A decisão foi aprovada na convenção da legenda realizada nesta terça-feira (15) à noite.

 

O pré-candidato ao cargo, Maike Vieira, professor, disputará vaga à Câmara de Vereadores. Ele, Márcio Pinto, a estrela política local da sigla, e mais 10 nomes.

Sem nome à Prefeitura de Santarém, a militância do PSOL ficará livre para apoiar quem quiser ao cargo, “desde que não fira o estatuto do partido”.

Os 12 candidatos do PSOL

1- Márcio Pinto

2 – Prof Andrei Alan do HidroGênio

3 – André Fonseca

4 – Bancada de Mulheres Vozes Amazônidas (Candidatura coletiva): Claudiana Lírio/ Luana Kumaruara/ Alessandra Caripuna/ Tati Picanço

5 – Erlan Nadler

6 – Dr. Gleydson Pontes

7 – Renata Moara

8 – Puxirum do Bem Viver (Candidatura coletiva): Thiago Rocha/ Sandrielem Vieira/ Diana Carvalho/Darlon Neres

9 – Maike Vieira

10 – Jorginho Borari

11 – Prof. Joelma Serique

12 – Lena Santos

LEIA também: PSDB nacional veta vice tucano na chapa de Dr. Daniel em Ananindeua

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

5 Comentários em: PSOL desiste de candidatura a prefeito e libera militância para apoiar quem quiser

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • J. Pau nos políticos canalhas disse:

    Isso não me parece razoável. O Psol deveria lançar uma candidatura alternativa com propostas comprometida com a classe trabalhadora, tão massacrada nesses tempos de perdas de direitos sociais, trabalhistas, etc; os exploradores do povo agradecem, claro. Boa sorte ao Legislativo.

  • Aldo disse:

    Amém , que o PT faça o mesmo!

  • gilberto césar disse:

    Prezado Jeso Carneiro,
    Ontem PSOL realizou plenária na qual dediciu por apresentar doze candidaturas para a vereância e abster da prefeitura. Mas a decisão de não apresentar candidatura a prefeito foi seguida da decisão de que PSOL poderá rever a posição para o segundo turno caso novo cenário ocorra mas ratificou a posição em não apoiar candidaturas ligadas ao bolsonarismo de alguma forma.
    Portanto, a afirmação que imputa ao PSOL liberar militância “para apoiar quem quiser” nem passou pela plenária.

    1. Jeso Carneiro disse:

      Sim, caro Gilberto. No texto está detalhado esse “apoiar quem quiser”, com a devida ressalva.

  • Alfredo Moreno disse:

    Ou seja, apoiará o PT!