Novo nº 1 da Guarany tentará 'repatriar' locutores para comandar manhãs da rádio
Paulo Serique, novo nº 1 da Guarany, quer nova grade de programação com Jorge Carlos, Bena Santana e Carlão. Foto montagem: Blog do Jeso

É líquido e certo que, sob nova direção, leia-se Paulo Serique, a FM Guarany, de Santarém (PA), sofrerá uma forte mudança na sua grade de programação. O novo nº 1 da emissora deve assumir o comando da emissora na próxima segunda-feira (5), dia em que desembarca na cidade oriundo de Belém.

Profissionais de primeira linha devem ser contratados, para recolocar a rádio no pódio mais alto da audiência. Entre eles, a empresa, segundo uma fonte revelou ao Blog do Jeso em off (sob anonimato) nesta manhã de sábado (3), estão 2 pesos-pesados da área: Jorge Carlos e Bena Santana.

 

O primeiro trabalha, desde o final do ano passado, na Clube do Tapajós FM (RBA); o segundo, na Tapajós FM. A ideia é repatriá-los para Guarany e colocá-los em horário nobre.

À tarde, cogita-se promover a volta de quem foi por muitos anos imbatível na programação vesperal: o DJ Carlão.


Assine, participe, comente no canal do Blog do Jeso no Telegram

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Um comentário em: Novo nº 1 da Guarany tentará ‘repatriar’ locutores para recolocar emissora em 1º lugar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Juscelino disse:

    Cresci ouvindo a Guarani e a Rádio Rural, pois eram as únicas que pegavam lá no lugar onde vivi até os 15 anos de idade. Já na cidade, quase sem tempo para ouvir rádio, acompanhava apenas a programação dos finais de semana, lembro-me do Misto Quente, apresentando pelo Jorge Carlos e de um programa que não lembro o nome, apresentando pelo Zé Rodrigues, hoje repórter da TV Tapajós. Mas com tristeza, acompanhei o declínio da Guarany. Vi os melhores locutores deixarem a emissora e a programação deixar de ser atrativa para os ouvintes. Que me perdoem os comunicadores que hoje trabalham na emissora, mas eles precisam repensar sobre o produto que vendem para o ouvinte. Por isso, penso que repaginar a grade seja o primeiro grande desafio de Paulo Serique. Que Deus o conceda sabedoria nessa missão. E que voltem Jorge Carlos, Bena Santana e Carlão.
    Juscelino