São 2 os santarenos que participam dos testes da vacina de Oxford; veja o 2º
Rui Toshio Alho, médico voluntário da pesquisa da Oxfort. Foto: Arquivo pessoal

São 2 os santarenos – e não apenas 1 – que participam dos testes no Brasil da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford (Inglaterra) contra o novo coronavírus. Ambos são médicos e moram em São Paulo, capital.

Além do reumatologista Fábio Jennings, o médico Rui Toshio Alho, 27 anos, que faz residência em Ginecologia e Obstetrícia na Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), também é voluntário da pesquisa.

A vacina está atualmente na fase três de testes – o estágio mais avançado de desenvolvimento do medicamento. O Brasil é o primeiro país fora do Reino Unido a iniciar testes com a vacina desenvolvida pela Oxford e um dos motivos que levaram à sua escolha foi o fato de a pandemia estar em ascensão no país.

 

A vacina está sendo aplicada em cerca de 9 mil profissionais de saúde.

“Acho um estudo importante para a medicina, principalmente nesse cenário pandêmico inédito que o século 21 enfrenta”, revelou Toshio ao Blog do Jeso sobre o porquê de ser voluntário nos testes.

“Além disso, se eu for imunizado, agora ou no final da pesquisa, fico mais protegido tanto para trabalhar como na vida cotidiana”.

A vacina da Oxford, segundo Maria Augusta Bernardini, diretora-médica do grupo farmacêutico anglo-sueco Astrazeneca, poderá ficar disponível à população ainda este ano.

Toshio formou na Unifesp

O estudo clínico da vacina tem duas vertentes. Uma parte dos voluntários recebe a imunização que está sendo testada; a outra, uma vacina de meningite, que é conhecida e utilizada normalmente. O objetivo é que o paciente não saiba se recebeu o remédio correto para que, em um momento posterior, os resultados sejam comparados.

A vacina do Reino Unido é produzida a partir de um vírus (ChAdOx1), que é uma versão enfraquecida de um adenovírus que causa resfriado em chimpanzés.

A esse imunizante foi adicionado material genético usado para produzir a proteína Spike do Sars-Cov-2 (que ele usa para invadir as células), induzindo a criação de anticorpos.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Um comentário em: São 2 os santarenos que participam dos testes da vacina de Oxford; conheça o 2º

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Gilda disse:

    Parabéns;Nos Santarenos ficamos orgulhosos pelo filho do meu grande Amigo, colega e meu médico, Sei o quanto deve estar orgulhoso do sei filho Toshio, por esse trabalho brilhante em estar junto de grandes pesquisadores para desenvolverem essa vacina que vai beneficiar a toda Humanidade por essa pandemia.Que Deus o abençoe e a todos da equipe para o grande sucesso dessa vacina para o coronavirus.Anem.Sucesso e logo ficaremos livre desse vírus.