Com 120 leitos, hospital de campanha para covid-19 já recebe pacientes da região
Leitos do hospital aberto nesta quarta-feira (22). Fotos: Agências Pará e Santarém

A partir de agora os pacientes suspeitos ou com confirmação de coronavírus com quadro de baixa e média complexidade já podem ser transferidos para o Hospital de Campanha de Santarém (HCS).

O início das atividades aconteceu após um ato de inauguração, quando o governador Helder Barbalho (MDB) participou através de videoconferência.

 

O hospital vai atender 29 municípios que compõe a região do Baixo Amazonas, Xingu e Tapajós. Ele não receberá demanda espontânea e todas as transferências devem ser feitas pelo Sistema de Regulação Estadual (SER).

Durante videoconferência, Helder Barbalho falou da importância do hospital na agilidade do fluxo de pacientes.

“Se deixar o quadro agravar, vai ser difícil regredir”, destacou. Ainda de acordo com o governador, conforme for aumentando a demanda de pacientes será ampliado o número de leitos na nova unidade.  

Helicóptero para apoio

O governador aproveitou a oportunidade para comunicar dois importantes reforços para o enfrentamento à covid-19. São eles: o aumento de leitos de UTI no Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA) e um helicóptero que ficará à disposição para fazer o deslocamento dos pacientes dos 29 municípios.

De acordo com o diretor geral do hospital, Silvério Cardoso, o fluxo de atendimento será realizado respeitando os parâmetros preconizados pelo Ministério da Saúde e pelo Governo do Pará. Ele ressalta que o atendimento não será “porta aberta”.

Nélio Aguiar, prefeito de Santarém: presente na abertura do hospital

O Hospital de Campanha de Santarém terá na operacionalização cerca de 220 profissionais de diferentes áreas neste primeiro momento. Cerca de 30 médicos foram contratados. Esses serão divididos para atuar por escala de 7 especialistas por plantão. O número também poderá aumentar de acordo com a demanda.

 

A estrutura conta com 120 leitos e está preparada para atender pacientes com sintomas leves, mas que tem critério de internação e para aqueles que possivelmente venham ter agravante com insuficiência respiratória, dispondo de setor de estabilização com 8 respiradores inicialmente. 

Além da área destinada ao atendimento assistencial dos pacientes, a unidade contará com espaços para retaguarda dos profissionais da saúde, com vestiários (paramentação/desparamentação), refeitório, almoxarifado/CAF, área administrativa e sala de descanso.

Fachada do hospital de campanha em Santarém

Com informações do HCS

LEIA também: Secretaria de Saúde confirma mais 5 mortes por covid-19 no Pará, uma delas em Juruti

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *