No embalo das denúncias feita pelo blog, e ratificadas por leitores e leitoras, sobre o transporte de mercadorias contrabandeadas do Amazonas para o Pará no “ventre de boiadeiros”, eis novas provas desse comércio ilegal.

Leitor do blog, desta vez em Monte Alegre, registrou o desembarque de produtos alimentícios “made in Amazonas” do boiadeiro “Lady Lili” em frente a cidade.

A prática é feita em plena luz do dia.

Os contrabandistas nada temem. Sabem que contam com a omissão criminosa do fisco estadual e municipal.

Balsa Boiadeira Monte Alegre_ 03Os contrabandistas não temem o fisco. Contam com a omissão criminosa dos fiscais

Balsa Boiadeira Monte Alegre_ 02O desembargue do contrabando do “Lady Lili” feito em plena luz do dia

Balsa Boiadeira Monte Alegre_ 01O boiadeiro leva gado para Manaus e na volta vem com o curral abarrotado de contrabando

Leia também:
Contrabando: Santarém na rota dos boiadeiros.

  • 2
    Shares

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

9 Comentários em: Contrabando: boiadeiro flagrado em Monte Alegre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Como driblam a fiscalização, pois tem que passar na base candirú?

    1. Jeso Carneiro disse:

      Base Candiru???? Não existe mais, Milena.

  • Alex Barral disse:

    Pergunta que não quer calar! O que a SEFA diz sobre o assunto?

  • Monte Alegrense Indignado disse:

    Primeiro parabéns pela coragem em denunciar aquilo que todo mundo sabe, mas todos tem medo de falar. Além das mercadorias de Manaus, vários contrabandistas trazem produtos de Macapá. Aqui em Monte Alegre é terra sem lei. Jeso, apelar para quem?

  • Professor consciente disse:

    Em Monte Alagre, além deste tipo de mercadoria, também está sendo desbaratada uma quadrilha que atua no ramo de roubo de veículos em Manaus, e que utiliza o referido transporte para trazer o fruto do roubo. E tem “empresários” do município envolvidos no “negócio”. É a nossa elite econômica! Gente que se enriquece desta forma. E depois são incensados pelo povaréu.

  • Sergio Figaro disse:

    Lamentável situação, Jeso. O pior é que os órgãos de fiscalização somente dão em cima dos formais. Enquanto isso, a informalidade nada livre de braçada. Triste constatação!

  • Andre C. disse:

    Enquanto isso o Estado do Amazonas cresce… Cresce… CRESCE… CRESCE…
    O Estado do Pará … PADECE… PADECE…. PADECE…

  • Ximango na área disse:

    Jeso,
    Este tipo de embarcação pode ser utilizado comercialmente para fazer transporte deste tipo de mercadoria? Cobrando frete? Não há um ilícito ai? Existe nota fiscal de prestação de serviços de transporte? A Marinha do Brasil permite este tipo de emprego da embarcação?

    1. Jeso Carneiro disse:

      Há ilícitos de todos os graus nesse flagrante, Ximango.