Publicado em por em Juruti

Município do oeste paraense é formado por mais de 200 comunidades locais

Projetos sociais são beneficiados em Juruti por meio de investimentos do Instituto Alcoa
Projetos foram aprovados por meio do Edital do Programa de Apoio a Projetos Locais, do Instituto Alcoa. Foto: Divulgação

Receber investimentos em projetos locais que valorizam o crescimento regional é fundamental para cidades do interior, como é o caso de Juruti, no oeste paraense. Por meio do Instituto Alcoa foram aprovados 5 projetos no Edital 2021 do Programa de Apoio a Projetos Locais, aberto pelo Instituto Alcoa e priorizado pelo Conselho Consultivo de Relações Comunitárias Local. Três dos projetos são voltados para a área de educação e dois para geração de trabalho e renda, somando investimento de aproximadamente R$700 mil.

Em setembro, um edital extra foi aberto e 3 projetos estão no processo de avaliação e priorização. O resultado final será divulgado ainda esse ano. Todos os dois processos foram realizados de forma on-line, como forma de prevenção a covid-19 na região.

— Confira: Histórias de inclusão e diversidade são retratadas por colaboradores da Alcoa.

Segundo Monica Espadaro, gerente de projetos do Instituto Alcoa, são levados em consideração diversos pontos e critérios para que o projeto possa ser aprovado dentro do edital.

“Buscamos apoiar sempre projetos locais, que beneficiam a população dos municípios de Juruti, Óbidos e Santarém, de organizações formalmente constituídas há pelo menos dois anos. É muito importante que a proposta do projeto seja elaborada em conjunto com a comunidade, levando-se em conta o atual cenário e o que se espera de transformação, além de levarmos em conta o grau de impacto positivo desse projeto nas comunidades”, explica Monica.

Envolver as comunidades na execução dos projetos é fundamental para que se possa ter mais desenvolvimento local. No primeiro semestre deste ano, o Edital aprovou os projetos sociais locais:

Associação de Pais e Mestres EMEF Castelo Branco

Escola Castelo Branco, na Comunidade Igarapé-Açu, em Juruti. Crédito: Divulgação

Com o projeto “Comunidade Conectada: Um olhar para o futuro”, a instituição busca melhoria na infraestrutura da sala de informática da Escola Municipal Castelo Branco, visando dar maior oportunidade de acesso a recursos de tecnologia, capacitando o corpo docente e alunos do ensino fundamental.

Secretaria Municipal de Educação de Juruti

Projetos sociais são beneficiados em Juruti por meio de investimentos do Instituto Alcoa
Secretaria Municipal de Educação. Foto: Divulgação

Desenvolvido em parceria com os órgãos públicos, o projeto “Educação Digital para todos” traz a possibilidade de capacitação para docentes de educação fundamental, para que desenvolvam competências no uso de tecnologias educacionais baseadas na Internet, especialmente no que diz respeito à plataforma de educação digital Moodle (tecnologia aberta e gratuita) com suporte do aplicativo Moodle.

Sindicato dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares de Juruti – PA

Feira da Agricultura Familiar de Juruti. Foto: Divulgação

O projeto “Revitalização da Feira de Agricultura Familiar de Juruti” visa adequar e ampliar os espaços de comercialização da Feira da Produção Familiar de Juruti, através da aquisição de barracas, aumentando a capacidade de atender um número maior de produtores e da oferta de produtos a serem comercializados.

Equipe de Conservação da Amazônia – ECAM

Comunidade Café Torrado, em Juruti. Crédito: Divulgação

Com foco em tecnologia e inovação, o projeto “Inclusão digital em comunidades no município de Juruti-PA” traz a proposta de implantação de um sistema de internet em 12 comunidades: Prudente, Monte Sinai, Terra Preta, Castanhal, Igarapé Açu, São José, Batata, Areial II, Salmoura; Café Torrado, São Brás e Sede da ACOGLEC.

Federação das Indústrias do Estado do Pará

Projetos sociais são beneficiados em Juruti por meio de investimentos do Instituto Alcoa
Workshop Transformação Digital. Foto: Divulgação

Desenvolvido pela Fiepa, o projeto “Iniciativas digitais para comercialização de forma on-line de produtos e serviços”, busca capacitar 250 pessoas para comercialização de seus produtos e serviços de forma on-line.

Para Bárbara Espínola, coordenadora de relações institucionais da Alcoa Juruti, a valorização dos projetos é de extrema importância social.

“Estamos trabalhando com duas frentes importantes para todo mundo, que é a educação e a geração de trabalho e renda. Priorizar investimentos na educação, com novos equipamentos, mais qualidade nos espaços e oportunidades de capacitação é fundamental para o crescimento do município. Quanto aos projetos de geração de trabalho e renda, é possível oportunizar que as associações tirem o papel diversos projetos que estavam parados por falta de investimento”, destaca Barbara ao reforçar também que o Instituto Alcoa tem oportunizado a chegada de projetos em várias comunidades que compõem o município de Juruti.

Através da Alcoa e Instituto Alcoa, mais de R$ 400 mil  em projetos compõem a parceria  com o Projeto Ingá – Indicadores de Sustentabilidade e Gestão na Amazônia, desenvolvido pelo Instituto Juruti Sustentável – IJUS com o objetivo de promover a autonomia dos próprios comunitários para liderar assuntos relacionados à territórios, proteção e conservação de florestas nativas, restauração de áreas degradadas, e ainda proporcionar o apoio ao empreendedorismo e a estruturação do observatório de indicadores de desenvolvimento sustentável do município de Juruti, trabalhando os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.

Com informações da Alcoa/Juruti


Publicado por:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *