Polícia apura suposto abuso de autoridade de delegado candidato a prefeito do PRTB
Delegado Fonseca: pré-candidato a prefeito de Oriximiná. Foto: Divulgação/PCP

A Corregedoria geral da Polícia Civil do Pará apura denúncia de suposto abuso de autoridade que teria sido praticado pelo delegado José William Fonseca em Oriximiná, no oeste do Pará. O caso foi aberto a pedido do MPPA (Ministério Público do Pará).

O Delegado Fonseca, como o policial é mais conhecido, é pré-candidato a prefeito do município pelo PRTB. Está licenciado da função.

 

O prazo de investigação sobre o suposto ato ilegal encerrou na quarta-feira (20). A portaria assinada pelo corregedor geral Sinelio Ferreira Filho e que oficializou a abertura da apuração foi publicada no dia 20 de julho no DOE, o diário oficial paraense.

O delegado corregedor da Polícia Civil no Baixo Amazonas e Tapajós, Elinelson Silva, é quem está à frente do caso.

Em junho deste ano, o Delegado Fonseca recebeu a primeira punição de sua carreira, por ato arbitrário praticado no ano passado, também em Oriximiná, conforme noticiado pelo blog.



2º lugar na Doxa

Na disputa eleitoral, Fonseca ocupa o 2º lugar na pesquisa de intenções de votos para prefeito – tanto na espontânea como na estimulada. Segundo a Doxa, o delegado tem 15,6% da preferência entre os eleitores de Oriximiná, atrás apenas de Ângelo Ferrari (PTB), com cerca de 35%.

De acordo a Justiça Eleitoral, o município tem 46.340 eleitores aptos a votar na eleição deste ano – 8,52% a mais que o total registrado em 2016 (42.700).

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Um comentário em: Polícia apura suposto abuso de autoridade de delegado candidato a prefeito do PRTB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *