Jornalista e escrivão, Jota Ninos comenta a nota, de ontem, Não quer calar, sobre o vereador petista Carlos Jaime, de Santarém:

Claro que sim, Jeso. Pelo menos é o que se espera, se ele for coerente com seus princípios.

Carlos Jaime, apesar de ser da tendência PT Pra Valer, pertence a um subgrupo que sempre se sentiu excluído dentro da própria tendência, ainda no tempo em que ela era a poderosa “Corrente”: são os chamados “igrejeiros” do PT.

São militantes vinculados à igreja católica, surgidos exatamente no movimento das CEBs (Comunidades Eclesiais de Base), e que foram a força-motriz da tendência e quiçá do partido. Mesmo os sindicalistas que beberam da mesma fonte, como ex-catequistas ou ex-frades (caso de Geraldo Pastana, prefeito de Belterra e estrela-mor da tendência), acabaram afastando os militantes das CEBs do centro das decisões.

Juca Pimentel respeita muito mais a vanguarda liderada por Pastana (de quem é cria direta) do que os padres e lideranças católicas que se juntaram ao vereador Carlos Jaime, entre eles o ex-vereador Ivan Sadeck e a líder comunitária Sara Pereira, da Famcos.

A eleição de Carlos Jaime pode ser considerada o maior ato de rebeldia dos “igrejeiros” nos últimos tempos. Sem apoio da tendência e sem recursos que outros candidatos tiveram até da máquina estatal, Carlos Jaime buscou o apoio das CEBs e construiu uma candidatura realmente popular.

Siga o Blog do Jeso no twitter

Agora, sua disposição de confrontar o Governo Maria vai depender muito mais da capacidade dos líderes da tendência de diminuírem o abismo entre estes e os “igrejeiros”, do que da “capacidade de articulação” de Juca Pimentel, que não minha opinião inexiste. Seja para assuntos internos da tendência, seja para o partido como um todo.

A mexida de Juca para o posto é na verdade, com todo o respeito, uma movimentação horizontal no governo Maria de abrir mais espaços à tendência PT Pra Valer, criando um cargo quase fictício para uma liderança idem.

E surge num momento em que a tendência, mais forte fora de Santarém, conseguiu liderar um movimento entre todas as tendências petistas que eu chamaria de “Chega, DS!”, para retirar Carlos Puty da Casa Civil e diminuir sua onipresença no Governo Ana Júlia, que pertence à tendência Democracia Socialista.

O nome de Everaldo Martins (da Unidad da Luta, UL) surgiu como um consenso e abriu novas frentes de negociação em outros setores, rearrumando o jogo interno de posições petistas.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Um comentário em: Vereador manterá independência em relação ao Maria II, avalia jornalista

  • Caro Jeso.
    Pertenço a uma família que muito contribuiu para a fundação do PT em Santarém. Na década de 80, mais precisamente entre os anos de 1981 até 1988 mais ou menos, quando mudei de Santarém para Belém, ainda sem compreender quase nada de política e de Partido dos Trabalhadores, ouvi muito meus pais e irmãos mais velhos justificarem a importância dos Núcleos de Base do PT.
    E lembro-me muito do nome do Jota Ninos, que na época era estudante e tinha uma aguerrida militância no PT e como repórter da Rádio Rural, e morava em uma casa por sinal bem humilde, no bairro de Santana, mesmo bairro que eu e minha família morávamos. E eu, ainda muito garoto nessa época, acompanhei meus pais em algumas reuniões do Núcleo do Bairro de Santana.
    Hoje estou formado e te confesso gostaria de estar filiado no PT. Mas naquele PT de Base, de organização e de luta dos trabalhadores que não existe mais. Existe sim o PT deste e daquele deputado, deste e daquela Prefeita. O PT de massa não existe mais.
    Então se esse Vereador Carlos Jaime, a quem o agora jornalista Jota Ninos se refere é militante das bases da igreja, é por que deve ser o último núcleo de base do PT a permanecer vivo. Por que as Ceb’s naquela época participaram ativamente da criação do PT.
    Que o perfil do mandato desse Vereador Carlos Jaime seja a caixa de ressonância do seu Núcleo de Base. E não servir como mais um bate pau dos agora “caciques” do PT que expulsam quem não obedece a suas ordens.
    Que isto sirva de estímulo aos demais segmentos sociais e populares que ainda militam no PT. Vamos voltar a construir os Núcleos de Base.
    E a você Jota Ninos, parabéns pela sua trajetória pessoal e profissional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Renato de Santana disse:

    Caro Jeso.
    Pertenço a uma família que muito contribuiu para a fundação do PT em Santarém. Na década de 80, mais precisamente entre os anos de 1981 até 1988 mais ou menos, quando mudei de Santarém para Belém, ainda sem compreender quase nada de política e de Partido dos Trabalhadores, ouvi muito meus pais e irmãos mais velhos justificarem a importância dos Núcleos de Base do PT.
    E lembro-me muito do nome do Jota Ninos, que na época era estudante e tinha uma aguerrida militância no PT e como repórter da Rádio Rural, e morava em uma casa por sinal bem humilde, no bairro de Santana, mesmo bairro que eu e minha família morávamos. E eu, ainda muito garoto nessa época, acompanhei meus pais em algumas reuniões do Núcleo do Bairro de Santana.
    Hoje estou formado e te confesso gostaria de estar filiado no PT. Mas naquele PT de Base, de organização e de luta dos trabalhadores que não existe mais. Existe sim o PT deste e daquele deputado, deste e daquela Prefeita. O PT de massa não existe mais.
    Então se esse Vereador Carlos Jaime, a quem o agora jornalista Jota Ninos se refere é militante das bases da igreja, é por que deve ser o último núcleo de base do PT a permanecer vivo. Por que as Ceb’s naquela época participaram ativamente da criação do PT.
    Que o perfil do mandato desse Vereador Carlos Jaime seja a caixa de ressonância do seu Núcleo de Base. E não servir como mais um bate pau dos agora “caciques” do PT que expulsam quem não obedece a suas ordens.
    Que isto sirva de estímulo aos demais segmentos sociais e populares que ainda militam no PT. Vamos voltar a construir os Núcleos de Base.
    E a você Jota Ninos, parabéns pela sua trajetória pessoal e profissional.