Publicado em por em consumidor, Política

A lista tem 40 países. A taxa Selic foi elevada na última quarta (2)

Brasil é campeão mundial de juros altos após aumento da Selic; veja o ranking
Presidente Bolsonaro e o ministro Guedes: o país sob orientação econômica dos 2. Foto: Reprodução

O Brasil é o país com a maior taxa de juros ao ano, descontada a projeção de inflação, segundo o ranking mundial de juros reais compilado pelo portal MoneYou e pela gestora Infinity Asset Management. A lista tem 40 países.

— LEIA: Sentença anula portaria que liberava fazendas em terras indígenas em Altamira.

Essa marca foi alcançada após o Copom (Comitê de Política Monetária) Banco Central ter elevado na última quarta-feira (2) a taxa básica de juros (Selic) em 1,5 ponto percentual, a 10,75% ao ano.

Para chegar aos juros reais, porém, o estudo fez uma equação entre as taxas nominais estimadas e aquelas negociadas a mercado para janeiro de 2023. No caso do Brasil, a referência dos juros de mercado é o índice dos contratos DI (Depósitos Interbancários), que estava em cerca de 11,9% ao ano na última quarta.

Desse cálculo é descontada a perspectiva de alta da inflação para os próximos 12 meses —para o Brasil, a projeção é 5,38%, segundo a pesquisa Focus do Banco Central. O resultado é uma taxa de juros real de 6,41% ao ano, colocando o Brasil no topo do pódio dos países com o crédito mais caro, à frente de Rússia (4,61%) e Colômbia (3,02%).

A lista de nações com taxas positivas é pequena, tem apenas dez posições, ocupadas também por Chile, México, Indonésia, Hungria, Turquia, Malásia e República Tcheca. Outros 30 estão em situação inversa.

A Argentina no fim da fila. O país vizinho tem juros negativos de 14,5%, o que reflete uma inflação que fechou 2021 em alta de 51%. Considerando a média geral dos países listados, a taxa mundial de juros está negativa em 1,27%.

Na maior parte do planeta, as economias seguem com juros abaixo das taxas estimadas de inflação. Esse cenário reflete a rápida e surpreendente escalada de preços global. Uma situação gerada pelo desequilíbrio entre a alta demanda e a baixa oferta de mercadorias e insumos após a retomada econômica gerada pelo avanço da vacinação contra a covid-19 nas principais economias mundiais.

Neste link, a íntegra da matéria (para assinantes).

Com informações da Folha de S. Paulo


Publicado por:

2 Comentários em Brasil é campeão mundial de juros altos após aumento da Selic; veja o ranking

  • Tenho péssimas notícias pra os que torcem pra o barco afundar estando dentro dele. O barco está muito bem e em velocidade de cruzeiro.
    Para os que torcem contra o Brasil (a turma do quanto pior, melhor ), temos três péssimas notícias:
    Primeira, o Brasil fechou 2021 com quase 3 milhões de novos empregos.
    Segunda, o PIB brasileiro, que o mercado previa no final de 2020 que cresceria só 0,5%, fechou 2021 com mais de 4,5% (o terceiro maior crescimento dentre todos os países).
    Terceira péssima notícia para os abutres da esquerdalha e da inexistente terceira via, o governo brasileiro bateu recorde de arrecadação em 2021, sem aumentar nenhum imposto, o que comprova o crescimento do PIB.
    Isso sem falar nos 700 bilhões que o Brasil irá receber nos próximos 8 anos por conta dos programas de concessões, e o grande avanço logístico no cerrado.
    Ah, e sem falar que o Bolsonaro foi o primeiro presidente a ter coragem de formalizar a independência do Banco Central, para que cumpra seu real papel de buscar estabilidade da moeda e não agir como cofre de partidos políticos, como era nos governos de esquerda.
    Mais o Marco Legal do programa de iniciativa do mercado de capitais, a lei do Agro, o programa de liberdade econômica, o marco legal das startups. E ainda tem o auxílio Brasil, como uma forma de injetar dinheiro público direto no bolso dos mais pobres. Um programa eficiente de renda sem depender de estatais.
    No conceito de renda básica universal criado por Milton Friedman.
    Tudo isso num contexto de praticamente 70% do mandato num período de pandemia, com escassez de arrecadação, guerras de recursos, lockdowns e paralisações da atividade econômica em nível global. E ainda tendo que enfrentar o vergonhoso ativismo judicial de um STF com caráter claramente duvidoso. Certamente, o governo federal tem feito um excelente trabalho. Vamos em frente, avante Brasil!!!🇧🇷 🇧🇷 🇧🇷”.

    1. A mancha de genocida, mamador do dinheiro público (vide cartão corporativo), disseminador de fake news e péssimo gestor é indelével. Vai pesar feito chumbo na tentaiva de ser reeleito. Até o clone dele, Sérgio Moro, vai ter mais votos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.