Publicado em por em Boa Notícia, Contas Públicas

36 milhões de beneficiários receberão o reajuste anual

INSS começará a pagar aposentados e pensionistas com reajuste em 25 de janeiro
O teto do INSS, que neste ano é de R$ 6.433,57, também será reajustado. Foto: Arquivo JC

Os 36 milhões de beneficiários do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) já têm data certa para receber o primeiro benefício com reajuste em 2022. Aposentadorias, pensões e auxílios equivalentes ao salário mínimo serão pagos entre os dias 25 de janeiro e 7 de fevereiro já com o valor do piso nacional que for definido para 2022.

Para aposentados e demais beneficiários do INSS que ganham mais do que o piso, o primeiro pagamento com o reajuste chegará entre os dias 1º e 7 de fevereiro, segundo informou o INSS.

— LEIA: TCM deve fazer auditoria nas contas de 2021 de Oriximiná a pedido de Argemiro.

Dos 36 milhões de beneficiários que receberão o reajuste anual, 24.130.471 ganham o salário mínimo e 12.178.030 recebem acima do piso nacional, conforme dados do instituto.

As datas foram definidas no calendário anual de pagamentos para 2022, divulgado pelo INSS em 1º de dezembro. ​Os dias exatos do primeiro depósito com reajuste anual, referente à competência de janeiro, variam conforme o final do benefício, sem o dígito que aparece depois do traço.

Veja abaixo.

Calendário com as datas de divulgação dos benefícios do INSS

O índice final que será aplicado no reajuste das aposentadorias acima do piso será oficializado no dia 11 de janeiro, quando o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia Estatística) divulgará o INPC fechado de janeiro a dezembro de 2021.

O INPC já acumula uma alta de 9,36%no país de janeiro a novembro de 2021, informou o IBGE nesta sexta-feira (9). Na prática, o reajuste do INSS vai considerar esse percentual acumulado até novembro mais o resultado que for registrado em dezembro. O índice que mede a variação de preços para famílias com renda de um a cinco salários mínimos registrou alta de 0,84% em novembro.

O valor exato do novo salário mínimo, que passará a valer em 1º de janeiro, ainda será publicado pelo governo. Em sua última previsão, o Ministério da Economia estima que o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) de 2021 fechará o ano em 10%, o que levaria o salário mínimo a aumentar dos atuais R$ 1.100 para R$ 1.210.

— CONFIRA: Ex-gerente acusado de simular assalto ao Banpará em Alter do Chão é processado pelo MP.

O teto do INSS, que neste ano é de R$ 6.433,57, também será reajustado com o INPC de janeiro a dezembro de 2021. O teto é o maior valor pago em aposentadorias do INSS e o valor máximo usado para calcular o desconto da contribuição previdenciária no salário dos trabalhadores, com carteira assinada ou autônomos.

O novo salário mínimo que passará a vigorar em janeiro também será aplicado como piso de aposentadorias, pensões por morte e BPCs (Benefícios de Prestação Continuada). O reajuste do salário mínimo também muda o valor mínimo pago pelo seguro-desemprego e o valor-base para definir o abono do PIS/Pasep de cada trabalhador.

Com informações da Folha de S. Paulo


Publicado por:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.