Monte Alegre: prefeitos Sérgio, Zé Costa e PicançoCom eles – Sérgio, Zé Costa e Picanço – a dívida do INSS “explodiu”

Os últimos prefeitos que assumiram a gestão da Prefeitura de Monte Alegre, na Calha Norte do Pará, a partir de janeiro de 2013 são responsáveis por 90% da dívida que o município possui hoje com o INSS (Instituto Nacional de Seguro Social).

No total, o débito de Monte Alegre é de R$ 7 milhões.

Leia também:
Dívida de Terra Santa com INSS é de R$ 7,2 milhões; a de Faro, quase o dobro.

Os dados, computados até o final de novembro, foram repassados ao blog pela RFB (Receita Federal do Brasil), graças à Lei de Acesso à Informações Públicas (nº 12.527), de 2011.

De janeiro de 2013 até hoje, Sérgio Monteiro (PT), Zé Costa (PT) e Anselmo Picanço (PTB) foram os responsáveis pela “explosão da dívida” no município.

Com eles no poder, o débito de cerca de R$ 630 mil, herdado da gestão do ex-prefeito Jardel Vasconcelos (PMDB), saltou para R$ 6,3 milhões.

Monte Alegre tem, segundo dados de 2015 do IBGE, cerca de 56 mil habitantes.

O número de servidores municipais gira em torno de 2.500, entre efetivos e temporários.

Do total da dívida, R$ 3,628 milhões estão sendo pagas parceladamente.

Os outros R$ 3,372 milhões estão suspensos por decisão judicial.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

2 Comentários em: Últimos 3 prefeitos de Monte Alegre elevaram em 90% a dívida do INSS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *