Empresário de Santarém processa influenciador digital por golpe de R$ 250 mil

Publicado em por em Justiça, Santarém

Empresário de Santarém processa influenciador digital por golpe de R$ 250 mil
Yago Cavalcante, acusado de golpe em Santarém. Foto: Instagram/Reprodução

Um empresário ajuizou processo contra o influenciador digital que se assina nas redes sociais como Yaggo Becker Cavalcante por um golpe que somou R$ 250 mil, praticado no início deste ano em Santarém (PA).

A ação foi ajuizada na terça-feira (23).

Além do influenciador, cujo nome de batismo é Iago da Silva Cavalcante, o empresário Francisco Geisson Cunha Xavier também processou a sogra do suposto golpista, Udileide Medeiros de Souza, por participação no esquema criminoso.

O juiz titular da 6ª Vara Cível e Empresarial de Santarém, Claytoney Passos Ferreira, ainda não se manifestou sobre o caso.

O golpe

Segundo o empresário lesado, o autointitulado investidor profissional e educador financeiro Yaggo Cavalcante teria comprado dele um veículo Toyota Hilux, placa FCT4679/PA, ano 2017. Negócio fechado em fevereiro deste ano por R$ 250 mil, com pagamento em 30 dias.

Antes desse prazo, porém, o “gearhead” Yaggo vendeu o automóvel para sua sogra, Udileide Souza, “causado fraude contra credores”, conforme o advogado Gleidesson Xavier, que faz a defesa da vítima do golpe, detalhou no processo.

“O réu IAGO DA SILVA CAVALCANTE está sendo alvo de investigações e inquérito na polícia, trata-se de suposto investidor no mercado financeiro, que captava recursos de terceiros para investir”, afirma o advogado na ação do tipo pauliana, com pedido de tutela antecipada.

“No mês corrente, veio a publicidade que o IAGO DA SILVA CAVALCANTE evadiu-se da cidade, deixando vários de seus investidores sem resposta”, destacou.

E mais ainda:

“Foi verificado que o réu IAGO DA SILVA CAVALCANTE dilapidou seu patrimônio, como prova transferência do único veículo em seu nome”.

Ao juiz, o advogado pediu, em caráter de urgência, que não seja incluído mais pessoas na cadeia de posse da Toyota Hilux, que o negócio fechado com o influenciador digital seja anulado ou pago indenização equivalente ao valor do golpe.

Outro lado

O JC entrou em contato com Yaggo Cavalcante, via privado do Instagram. Ele, porém, não se se manifestou até agora sobre a acusação que lhe foi feita pela empresário.

Udileide Souza, a sogra, não foi localizada. Essa matéria será atualizada tão logo o contrapontos dos acusados chegar à redação do portal.

— O JC também está no Telegram. Siga-nos e leia notícias, veja vídeos e muito mais.



Publicado por:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *