Justiça decidirá nos próximos dias a volta do prefeito de Tucuruí ao cargo

Arthur Brito, prefeito afastado de Tucuruí

Aguardada para os próximos dias a sentença do juiz Rafael Silva Maia que dará novos rumos à política de Tucuruí, no sudeste do Pará.

Trata-se do processo, originado na Câmara de Vereadores de Tucuruí, que afastou o prefeito Artur Brito (PV) por suposto uso dos serviços advocatícios da procuradora do município no dia que em que prestou depoimento à Polícia Civil sobre o assassinato de seu antecessor no cargo, Jones Willian.

Arthur Brito nega a acusação.

Nos autos do processo, o prefeito afastado apresentou provas de que no dia do depoimento ao delegado Rilmar Firmino, em outubro do ano passado, estava acompanhado de sua advogada particular, Edileuza Paixão Meireles.

Alcançada pelo portal Jeso Carneiro, a assessoria de Arthur Brito lembra que a Câmara de Vereadores, então presidida por Bena Navegantes (Pros), descumpriu o Regimento Interno da Casa e o decreto federal 201/1967, que são as normas legais máximas em casos de cassação do mandado do qualquer prefeito.

Brito foi afastado do cargo pelo plenário da Câmara por 9 votos a 4.

Navegantes é hoje o prefeito interino de Tucuruí.

Rafael Maia, juiz em Tucuruí

Com microfone, o juiz Rafael Maia que está à frente do caso

ÁUDIO DA SUSPEIÇÃO

O processo estava nas mãos do juiz Pedro Enrico. Ele, no entanto, se declarou suspeito para decidir sobre o caso após o vazamento de um áudio no qual afirmava que sua decisão teria sido capenga e sem provas.

Enfatizou ainda que o Ministério Público do Pará era “incompetente” por ter apresentado uma acusação sem provas em desfavor de Artur Brito.

O caso foi repassado então para o juiz Rafael Silva Maia, conhecido por sua descrição, além da fama de ser legalista e de proferir sentenças sem deixar margens para mudanças em instâncias superiores.

O magistrado adquiriu a vitalicidade na carreira junto ao TJ (Tribunal de Justiça) do Pará no final de maio de 2012.

jones willian

Jones Willian, prefeito assassinato de Tucuruí

Leia também:
Relator do STJ deve concluir voto na próxima semana sobre a morte do prefeito de Tucuruí

  • 207
    Shares

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

7 Comentários em: Justiça decidirá nos próximos dias a volta do prefeito de Tucuruí ao cargo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Juracy disse:

    O que eu quero é que essa situação seja resolvida porque com esse troca troca, quem perde é a população.

  • Wanessa disse:

    Não acredito que a justiça não seja feita ,! Fora Arthur Brito

  • Wanessa disse:

    Ainda creio no justiça de Deus , fora Arthur !!

  • Albert disse:

    Esse golpe tem que acabar, ffamíliaBrito é inocente. Justiça será feita.

    1. Quezia disse:

      Tucurui virou um campo de guerra , muito triste isso.acredito sim que está sendo feito um complo pra destruir arthur e usurparem o poder. Enquando eles nao deixam arthur governar infelizmente temos que assistir a essa palhaçada.

      1. Carlos borges disse:

        Vdd eu tbm acredito na enosencia de Artur e uma vergonha pra nós política de tucurui eleito por nós tem q decora os vereadores q agiro de maneira errado proposital mas o Artur vai volta pra o luga dele por direito

  • Juliane disse:

    Q a juste seja frita Arthur e enocente