Publicado em por em Justiça

Os dois juízes foram eleitos nesta 4ª para o desembargo

TJ do PA elege 2 novos desembargadores: Kédima Lyra e Amilcar Guimarães
Kédima Pacífico Lyra e Amilcar Guimarães: eleitos para o desembargo do TJ nesta 4ª. Foto montagem: JC

A juíza Kédima Pacífico Lyra e o juiz Amilcar Roberto Bezerra Guimarães subiram mais um degrau na carreira da magistratura e agora são desembargadores. Sessão do Pleno do TJ do Pará (Tribunal de Justiça do Pará), realizada nesta quarta (15), elegeu e oficializou a chegada dos 2 juízes ao novo patamar profissional.

Eles vão ocupar as vagas da desembargadora Edinéa Oliveira Tavares e do desembargador Raimundo Holanda Reis.

— CONFIRA: CNJ afasta juiz do Pará que liberou carga de madeira apreendida pela PF.

Kédima Lyra, que era titular na 1ª Vara de Execução Fiscal em Belém, concorreu à vaga pelo critério de merecimento, em lista tríplice, que também foi integrada pelas juízas Margui Bittencourt e Luana de Nazareth Santalices. Amilcar Guimarães ascendeu ao desembargo pelo critério de antiguidade. Ele estava convocado ao 2º grau.

Kédima Pacífico Lyra ingressou na magistratura paraense em 1994, tendo exercido as funções em várias comarcas de 1ª e 2ª entrâncias, além de funções administrativas de diretora de Fórum, bem como atuou como juíza eleitoral, presidindo eleições municipais e gerais.

É autora do projeto “Semana da Conciliação em Execução Fiscal”, institucionalizado pela Portaria nº. 4306/2013-GP e premiado pelo Conselho Nacional de Justiça no “Prêmio Conciliar é Legal”, em 2014.

Eleita para o cargo de desembargadora do TJ por merecimento, ela declarou que, “depois de tantos anos dedicados exclusivamente à magistratura, agradeço a Deus por me permitir alcançar o ápice da carreira e integrar a Corte de Justiça Paraense, esperando honrar a confiança em mim depositada pelos ilustres Desembargadores do Tribunal de Justiça, diante da escolha do meu nome pelo critério de merecimento”.

— LEIA: Ministro do STF obriga passaporte da vacina para entrada no Brasil.

Já o juiz Amílcar Roberto Bezerra Guimarães ingressou na magistratura em 7 de novembro de 1988. Naquele mesmo ano, atuou na Vara Única de Muaná. Em 1991, assumiu a 1ª Vara Cível e Empresarial da Comarca de Itaituba e, em 1993, a 2ª Vara Cível e Empresarial da Comarca de Tucuruí. Em 1994, foi removido para a Vara Única da Comarca de São Miguel do Guamá. Naquele mesmo ano, assumiu a 2ª Vara Cível e Empresarial da Comarca de Capanema, unidade em que atuou por cerca de 5 anos.

Em 1999, foi removido para a Vara Única da Comarca de Curuçá. No ano seguinte, assumiu a 2ª Vara Cível e Empresarial da Comarca de Castanhal. Em 2001, foi promovido à 3ª entrância (capital), onde foi juiz da 5ª Vara Criminal da Comarca de Belém e, em seguida, da Vara Privativa de Carta Precatória Cível. Em 2002, assumiu a 1ª Vara Cível e Empresarial, unidade em que atuou por cerca de 14 anos. Em 2016, virou o juiz titular da 14ª Vara Cível e Empresarial da Comarca de Belém, unidade em que atuava até hoje como magistrado.

Com informações e foto do TJPA


Publicado por:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.