Jailson veta projeto que reajusta salário de prefeito, vice e secretário de Mojuí
Jailson Alves, veto devido à pandemia, parcos recursos e ilegalidade do projeto de lei. Foto: Divulgação/PMMC

Jailson Alves (PSDB) vetou o projeto de lei aprovado pela Câmara de Vereadores de Mojuí dos Campos (PA) que reajusta o salário de prefeito, vice-prefeito e secretários a partir do próximo dia 1º.

O projeto foi aprovado pelo plenário da Câmara no início do mês por apenas um voto de diferença. O prefeito eleito e empossado Marco Antônio (MDB), que é vereador, votou favorável à matéria.

 

Jailson justificou seu veto em decorrência da pandemia da covid-19, dos recursos escassos do município e pelo fato do projeto de lei ferir o artigo 21 da Lei Complementar 101/2020, inciso IV.

Em decorrência dessa decisão, os salários dos 3 cargos no próximo quadriênio (2021-2024) continuarão congelados em:

● R$ 12.545,00 – prefeito. Com o reajuste de R$ 27,5% subiria para R$ 16 mil.

● R$ 8.775,00 – vice-prefeito. Que iria para R$ 12 mil, se aplicado o percentual de 36,76% aprovado pela Câmara.

● R$ 5.200,00 – secretário. Reajustado, seria de R$ 7 mil. Índice de reajuste: 34,6%.

LEIA também: Nélio veta projeto da Câmara que reajusta salário de prefeito, vice e secretário em 20%

Os vereadores que votaram pela aprovação do projeto foram: Marco Antônio (MDB), Everaldo Camilo (MDB), Jamilson (PSC), Suely Araújo (Republicanos) e Beto Farinha (DEM).

Arnaldo Galvão (PSC), Gesa do Palhalzinho (PSC), Izailton Sousa (PSD) e Teté (PSDB).


📹 Assine o canal do Blog do Jeso no Youtube, e assista a dezenas e dezenas de vídeos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *