Cúpula do PTC se nega a filiar Weintraub para concorrer em SP:
Abraham Weintraub: negativa de ingresso no PTC por parte do presidente da sigla. Foto: Agência Brasil

A cúpula nacional do PTC, através do presidente da sigla, Daniel Tourinho, negou a possibilidade de filiar bolsonaristas em seu partido. A declaração acontece uma semana após o jornal O Globo noticiar que aliados do ex-ministro da Educação Abraham Weintraub negociam o desembarque do grupo no diretório paulista da sigla para lançar o ex-ministro ao governo de São Paulo.

Segundo Tourinho, o PTC é “contra o extremismo” e Weintraub “está engajado num projeto de Bolsonaro” ao qual ele é “completamente refratário”.

— LEIA AINDA: Município protocola processo contra ex-prefeito de Óbidos por improbidade de R$ 2 milhões.

 

“Jamais o meu partido cederia espaço ao Weintraub. Nunca, jamais. O Bolsonaro precisa ser contido. E não tem nada melhor para contê-lo do que outubro de 2022. Se depender de mim, o presidente fica sem legenda”, afirmou Tourinho, em referência às eleições.

O dirigente disse ter procurado Carlos Roberto de Almeida, presidente do diretório de São Paulo, para ouvir explicações, após ter lido reportagem do Globo em que o correligionário confirma a negociação. Segundo Tourinho, foi uma “declaração infeliz” e o assunto está encerrado dentro da legenda.

Na semana passada, Almeida disse que uma das condições impostas pelos aliados do ex-ministro ao PTC de São Paulo foi a inclusão de uma cláusula estatutária para impedir a executiva nacional de interferir no diretório estadual. A exigência atravancou as conversas. Almeida declarou ter informado a Weintraub que não teria condições de fazer essa alteração no estatuto, mas que continua trabalhando para fechar o acordo.

Direita conservadora: cúpula refratária

Procurado novamente esta semana, ele afirmou que o diretório estadual vai “acompanhar as decisões da (executiva) nacional”.

O principal articulador do projeto de Weintraub é o advogado Victor Metta, ex-assessor no MEC, com quem Tourinho afirmou ter se reunido “por educação” para ouvir sobre a proposta.

Metta diz que a intenção da articulação é “servir de apoio” aos planos de Bolsonaro. Para ele, a formação de um partido mais “orgânico” para o bolsonarismo é uma etapa natural do processo de maturação da direita conservadora no Brasil.

Com informações de O Globo

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

2 Comentários em: Cúpula do PTC se nega a filiar Weintraub para concorrer em SP: “Somos contra extremismo”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *