Publicado em por em povos indígenas

O MPF (Ministério Público Federal) no Pará aguarda o retorno de equipes da Polícia Federal e do Batalhão de Polícia Ambiental do Pará que estão na região onde houve incidentes entre madeireiros e fiscais do Ibama no fim de semana. De acordo com relatos da Funai e de índios da Terra Indígena Alto Rio Guamá, […]

O MPF (Ministério Público Federal) no Pará aguarda o retorno de equipes da Polícia Federal e do Batalhão de Polícia Ambiental do Pará que estão na região onde houve incidentes entre madeireiros e fiscais do Ibama no fim de semana.

De acordo com relatos da Funai e de índios da Terra Indígena Alto Rio Guamá, os madeireiros tentaram impedir o trabalho dos fiscais de cubagem de madeira apreendida dentro da área indígena.

Até agora, não se tem notícias do cacique Valdecir Tembé, que teria sumido na mata depois do incidente.

A situação ocorreu no sábado à noite (1º) no município de Nova Esperança do Piriá, perto da divisa com Paragominas, onde há um foco importante de extração ilegal de madeira dentro da terra indígena.

Servidores do Ibama chegaram a ser rendidos pelos madeireiros, que estavam armados e tentavam impedir a retirada da madeira.

O procurador da República Gustavo Henrique Oliveira, de Paragominas, está acompanhando o caso e enviou ofícios à Polícia Federal, ao Ibama, Funai, à Secretaria de Segurança Pública e ao Batalhão de Polícia Ambiental do Pará pedindo informações sobre a situação e reforço policial urgente. Um helicóptero foi para a área hoje para verificação.

Fonte: MPF/Pará


Publicado por:

Uma comentário para

  • Tudo bem o Barcelona como primeiro, mas tem outros que não mereciam está na lista. A FIFA tem cada coisa….

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.