Ex-Tropical, Rádio Clube do Tapajós recebe autorização para atuar na faixa FM
Prédio da RBA em Santarém, onde funcionam TV e rádio. Foto: BJ

O Ministério das Comunicações autorizou oficialmente nesta quinta-feira (28) a Rádio Clube do Tapajós, ex-Tropical AM, a atuar na faixa FM (Frequência Modulada).

A emissora pertence ao Grupo RBA (Rede Brasil Amazônia), de propriedade da família do senador Jader Barbalho (MDB).

 

Os equipamentos para migração de AM (onda média) para FM, tais como antena e transmissor, foram comprados pelo grupo, e estão em Santarém. Orlando Peixoto, gerente da RBA na cidade, afirmou que a pandemia da covid-19 adiou a migração de faixa da emissora.

“Assim que passar essa crise sanitária que o país atravessa, iremos atuar na nova faixa. A emissora já está devidamente equipada”, antecipou ao Blog do Jeso.

Para que a Clube do Tapajós chegue aos ouvintes em Frequência Modulada, o Grupo RBA investiu cerca de R$ 500 mil.

Equipamentos para transmissão em FM da Clube do Tapajós. Foto: BJ

LEIA também: Portal da Globo é acusado de piratear fotos e texto de historiador de Alenquer

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

5 Comentários em: Ex-Tropical, Rádio Clube do Tapajós recebe autorização para atuar na faixa FM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Vagner disse:

    Não era esse grupo que ia expandir o sinal da TV para Juruti?

  • Paulo Lima disse:

    Jeso,

    Você já sabe com qual potência a rádio irá transmitir? Qual a abrangência estimada, se terá repetidoras em outras cidades e se terá programação 24 horas?

    Abraços,
    Paulo Lima

    1. Jeso Carneiro disse:

      Potência de 10k, segundo o gerente local da RBA, com programação 24h. Com relação a repetidoras, não fui informado.

  • Mario disse:

    Será que Rádio Rural vai mudar também ou não querem?

    1. João disse:

      Na verdade é obrigatório mudar. Mas a Rádio Rural não tem dinheiro. A dívida é alta. Prevejo o fim da Rádio Rural se continuar assim.