Diretor da Anvisa defende ciência e critica ineficiência do poder público contra a covid-19
A enfermeira paulista que primeiro recebeu a vacinação CoronaVac no país. Foto: Divulgação/UOL

Ao votar a favor da liberação emergencial da CoronaVac e da vacina da Astazenca/Oxford, o diretor da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) Alex Campos fez uma defesa da ciência e elogiou o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, que foi o padrinho de sua indicação para o órgão. A informação é de O Globo.

Mandetta era o ministro no começo da pandemia, mas ele se desentendeu com o presidente Jair Bolsonaro sobre as melhores maneiras de enfrentar a covid-19.

 

Campos também criticou a ineficiência do Estado como um todo, ou seja, em todas os níveis de poder: federal, estadual e municipal. As duas vacinas contra a Covid-19 foram aprovadas por unanimidade.

“A Anvisa se pauta por evidências. No nosso vocabulário, que adoto como meu também, não há espaço para negação da ciência, tampouco para politicização. Não há. Verdadeiramente não há”, disse Campos.

→ LEIA também: Entra em vigor decreto que proíbe entrada de embarcações do AM no Pará; leia

Ele comentou as mortes em Manaus, onde houve problema de abastecimento de oxigênio. Segundo Campos, os mortos foram vítimas não apenas da covid-19, mas também da “incúria do Estado’.

“É a expressão mais triste revoltante da falha objetiva do Estado em todos os níveis. A décima economia do mundo e também uma da sociedades desiguais do planeta é uma nação civilizada ou vive a distopia da barbárie? A tragédia da morte pela falta da terapia mais simples do oxigênio é um atestado da nossa ineficiência, infelizmente”, disse o diretor da Anvisa.

 

E destacou que chegou à Anvisa pelas mãos de um médico.

“Esse médico é Luiz Henrique Mandetta, de quem fui o chefe de gabinete quando ele foi ministro da Saúde. De lá, do Ministério da Saúde, sofremos os primeiros golpes, a falta de insumos, de colaboração internacional. Essa confiança que esse ministro da Saúde me depositou, que depois foi referendada e confirmada pelo presidente da República e também pelo Senado Federal”.


📹 Assine o canal do Blog do Jeso no Youtube, e assista a dezenas e dezenas de vídeos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *