-1
Em nota, IPG diz que sofre ataques 'por interesses pessoais e políticos'

A propósito da matéria Hospital fica à deriva desde o anúncio da nova OS que irá substituir o IPG, a OS (Organização Social) que ainda é responsável pela gestão do HMS (Hospital Municipal de Santarém) e UPA 24h remeteu ao blog o contraponto abaixo:

O Instituto Panamericano de Gestão (IPG) informa que continua cumprindo o contrato de gestão em vigor. Portanto, se mantém em atividade diária na gestão do Hospital Municipal de Santarém Dr. Alberto Tolentino Sotelo (HMS) e Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas.

 

Na unidade, existem o superintendente regional, diretora assistencial, diretor técnico e diretor clínico, além da coordenação de enfermagem e supervisores de clínicas e setor administrativo.

Embora faltem alguns poucos medicamentos em função da falta destes nos distribuidores e fábricas, a farmácia está abastecida e o abastecimento não está comprometido. Esse é hoje um problema do país todo em função da pandemia.

Aproveitamos para reforçar que lamentamos alguns ataques à administração do Instituto nos últimos dias, muito deles por interesses pessoais e/ou políticos.

O IPG ao longo desses mais de dois anos vem desenvolvendo mudanças importantes e fundamentais dentro da Unidade, principalmente levando em consideração as condições em que encontrou a estrutura e a administração do referido Hospital, como é possível ver através de imagens do antes e depois.

Tem sido um trabalho duro, mas que está sendo realizado com todo afinco. Mesmo que em alguns casos a gestão do IPG precisou atuar com orçamento acima do que foi disponibilizado no contrato. É importante ressaltar que o HMS é a referência em atendimento de saúde pública em Santarém e na região oeste do Pará e desde o início do contrato funcionou acima da capacidade informada oficialmente.

 

A direção está mantendo o atendimento de baixa e média complexidade mesmo diante desses grandes desafios financeiros. O HMS registrou, neste ano, de janeiro a 27 de julho, o total de 31.173 atendimentos. Sobre o contrato dos colaborares, a direção não tem, até o momento, o que informar, já que nada mudou e eles seguem contratados pelo IPG.

Se, e quando, o IPG for notificado oficialmente sobre a transição, informará, dentro dos prazos legais, aos seus colaboradores e fornecedores. A direção se coloca à disposição para responder a qualquer dúvida que possa surgir.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Um comentário em: Em nota, IPG diz que sofre ataques ‘por interesses pessoais e políticos’

  • Quando esse hospital foi passado, para IPG, o Município gastava apenas 2,5 milhões mês, atual gestão recebe o dobro, são quase três anos, a situação não mudou quase nada,. pelo contrario foi uma vergonha, para administração publica desse município. trazer gente de fora, ser ternos profissionais capacitados para administra, esse hospital e a UPA24, o que falta e recursos para trabalhar. quem dera ser o prefeito liberasse 5,5 milhões para toca essas duas unidades. não teríamos problemas na administração publica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *