Pandemia no AM, preocupa papa Francisco, que liga para arcebispo de Manaus
Papa Francisco: preocupado com Manaus

O papa Francisco telefonou ao arcebispo de Manaus, dom Leonardo Steiner, manifestando a sua solidariedade e proximidade. O telefonema foi dado no sábado (25) e nele o chefe da Igreja Católica desejou saber da situação em relação à pandemia na capital amazonense. Manifestou sua preocupação com os povos indígenas, os ribeirinhos e os pobres.

Ao saber das ações de solidariedade, o papa agradeceu o que os fiéis, grupos, pastorais, religiosos/as, padres, da arquidiocese tem feito para amenizar o sofrimento das pessoas. No desejo de proximidade disse que rezava pelos falecidos e suas famílias.

O arcebispo agradeceu as palavras de conforto e consolo, apresentando ao papa o que a arquidiocese tem feito no cuidado dos irmãos/ãs que vivem nas nossas ruas, na distribuição de cestas básicas, na atenção às pessoas que sofrem, no atendimento aos migrantes.

 

Lembrou que, no sábado, as chuvas trouxeram ainda mais sofrimento às nossas periferias. Também pediu ao papa uma bênção para toda a arquidiocese, especialmente aos que tem socorrido os mais necessitados com doações e com a presença nos locais de acolhida e distribuição de alimentos.

Dom Leonardo também conta que o santo padre afirmou que tem rezado por todos nós.

“O Papa, no final, agradeceu mais uma vez e afirmou que reza por todos nós e que enviava uma bênção especial para a Amazônia. Somos profundamente agradecidos ao papa Francisco pelo seu gesto paterno-eclesial”, disse o arcebispo.

De acordo com informações do Ministério da Saúde neste domingo (26), os casos de coronavírus no Amazonas somam 3.833, entre os quais 304 resultaram em morte — contra 100 óbitos no Pará.

A taxa de letalidade da pandemia naquele estado é de 7,9%; no Pará, 5,4%, e que até ontem contabilizava 1.867 casos de covid-19.

Com informações da Arquidiocese de Manaus e da redação do Blog do Jeso

LEIA também: Pará é o 3º do país em número de localidades indígenas; Amazonas lidera

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *