Em 2011, a Justiça mandou grampear 195.270 linhas telefônicas. As escutas autorizadas pelo Judiciário envolviam investigações criminais.

Além dos telefones, foram monitorados também 3.365 e-mails e 11.494 linhas telefônicas que utilizam a internet para a transmissão de voz (VOIP).

As autorizações de grampos são controladas pela Corregedoria Nacional de Justiça, braço do CNJ que provocou a maior crise já vivida pelo Judiciário do país.

As interceptações foram autorizadas com base em mais de 50 mil procedimentos criminais. Em 3.390 procedimentos foi autorizada a quebra de sigilo de endereço eletrônico e Voip.

Leia mais em Justiça grampeou 195 mil telefones no Brasil em 2011.

Leia também:
Programa habitacional será investigado pelo MPF.
Santarém perde defensor público para BA.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

2 Comentários em: 195 mil telefones foram grapeados em 2011

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Anônimo disse:

    De fato, essas são os grampos, digamos, “autorizados”. Cem vezes maior é o número dos chamados “grampos” ilegais, feitos não só por particulares, como também, e modo usual, pela Polícias estaduais, pela Polícia Federal, pelos Ministérios Públicos dos Estados e da União, pela Receita Federal, pelo sistema bancário, e por aí vai… Tamanho absurdo, caro blogger, nem mesmo grande George Orwell teria imaginado no insuperável e, naquele tempo, “futurista”, romance “1984”.

  • jronaldodcampos disse:

    Sem falar nos clandestinos!!!

    Estado Big brother…