Prefeito do DEM viajou, e Belterra à deriva passa para o comando do PT
Braga dos Povos na cadeira de prefeito de Belterra. Foto: BJ

Belterra, no oeste do Pará, agora tem prefeito.

Braga dos Povos, ex-PP e recém-filiado ao PT na janela partidária, assumiu o cargo vago desde que Doutor Macêdo (DEM) viajou a Belém na terça-feira (21).

Antes dele, 5 pessoas se recusaram a assumir o cargo, entre os quais o vice-prefeito, por impedimento – todos são candidatos no pleito eleitoral de novembro deste ano.

 

Doutor Macêdo, que é candidato à reeleição, deve retornar ao cargo nesta sexta-feira (24).

Braga dos Povos chega ao cargo graças ao “efeito dominó” que derrubou as seguintes “pedras” da sucessão:

— 1. Darvirley Sampaio, vice-prefeito;

— 2. Serjão Campos, presidente da Câmara de Vereadores;

— 3. Malu Souza, 1ª secretária da Câmara de Vereadores;

— 4. Júnior Rocha, 2º secretário da Câmara de Vereadores, e

— 5. Amarildo Tchê dos Santos, vereador mais velho da Câmara.

Ao Blog do Jeso, Braga dos Povos disse que não teme ficar inelegível e que resolveu assumiu o cargo para não fugir de sua responsabilidade de vereador, eleito para um mandato de 4 anos.

“Não estou preocupado com o que virá depois. Penso que não poderia me furtar em tomar posse do cargo, justificar que estaria doente ou impedido porque fui eleito para exercer meu mandato de 4 anos. A reeleição é consequência”, explicou.

Primeiro ato do prefeito

Empossado, o prefeito interino de imediato revogou o decreto do prefeito do DEM que estendeu, em março de 2018, o horário do funcionalismo público municipal de 6 para 8 horas/dia.

Com isso, a jornada de trabalho volta para 6h/dia.

Aguarde mais informações.

LEIA também: Prefeito viaja e cidade do Pará fica à deriva; ninguém quer assumir o cargo

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

3 Comentários em: Prefeito do DEM viajou, e Belterra à deriva passa para o comando do PT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Moisés Teixeira disse:

    O ato nulo já é nulo de pleno direito, e o ato anulável está esperando alguém pedir pra anular.

  • JOSE MARIA LIMA disse:

    O vereador Braga do Povo não encontra-se linha sucessória ao cargo de prefeito.
    A linha sucessória de Belterra é o vice prefeito, presidente da Câmara e demais membros da mesa diretora.
    Se a interpretação fosse a que o Braga fez, na linha sucessória do presidente da República estaria os 513 deputados, depois todos os senadores.
    Por isso os atos praticados pelo vereador Braga são nulos de direitos.

    1. DANIELA disse:

      QUEM E JOSE MARIA LIMA