vc. repórter: leitor diz que lixão envergonha Belterra e pede imediata desativação
Na seção “vc. repórter”, o leitor Anderson Augusto, de Belterra, critica a existência que ainda perdura do lixão da cidade. Foto: Anderson Augusto

Leitor do BJ (Blog do Jeso), Anderson Augusto, de Belterra (PA), faz uso da seção vc. repórter para fazer críticas ao lixão a céu aberto, em total descumprimento à Política Nacional de Resíduos Sólidos, que ainda sobrevive no município, fruto da “inépcia de governos anteriores”.

“Precisamos trabalhar para que essa realidade entre para o passado”, defende. “Fechar o lixão será uma vitória da qual os belterrenses muito se orgulharão”.

— LEIA também: Disputa judicial entre PT e DEM pela Prefeitura de Belterra sobe para o STF.

 

Abaixo, a íntegra da manifestação do leitor belterrense.

Uma ferida aberta no coração de Belterra (PA) atende pelo lixão da cidade. Fruto da inépcia de governos anteriores, a cada dia o espaço se transforma numa degradação ambiental, social, de desrespeito aos belterrenses.

Não me conformo com essa vergonha, encravada em plena cidade, onde se concentra um dos principais destinos turísticos da região.

Precisamos trabalhar para que essa realidade entre para o passado. A desativação do lixão precisa ser prioridade absoluta, em cumprimento à Política Nacional de Resíduos Sólidos, com a inclusão de catadores e de catadoras de materiais recicláveis.

Recuperar a área degradada do lixão será um desafio para o Governo de Belterra. Gradualmente, com participação de órgãos locais e adoção de um conjunto de iniciativas, podemos solucionar um problema que se arrastou por tantos anos.

Sem dúvida, fechar o lixão será uma vitória da qual os belterrenses muito se orgulharão. Em breve, esperamos o início de um novo patamar civilizatório na nossa Belterra.


Participe também dessa seção. Mande para o BJ (Blog do Jeso) fatos e fotografias de episódios por você registrado e/ou presenciado. E-mail: jesocarneiro@gmail.com, pelo WhatsAPP (93) 99141-3040.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *