Prefeita pode perder o cargo, e vice assumir a 93 dias do final de seu mandato
Jade e Dez Pau, prefeita e vice-prefeito de Faro: possível reviravolta na política. Foto: Facebook

A prefeita de Faro, Jade Abreu (MDB), poderá ter que deixar o cargo a 3 meses do final de seu mandato, além de ser impedida de disputar a reeleição neste ano.

Isso se a tese do MPE (Ministério Público Eleitoral), de que ela é ré condenada, com sentença transitada em julgado, seja acatada pela Justiça.

Caso esse cenário ocorra, o vice-prefeito José Maria Gonçalves, o Dez Pau (MDB), assumirá a vaga. Ele é também do MDB.

 

De acordo com o promotor de justiça Osvaldino Sousa, autor do processo de impugnação, Jade Abreu não ajuizou recurso contra sua condenação em 1ª instância, por crime de improbidade administrativa, com sentença proferida em agosto deste ano pelo juiz Flávio Lauande.

Por isso, as penalidades impostas à prefeita se tornaram definitivas.

Além da suspensão dos seus direitos políticos por 3 anos e multa, Jade foi condenada “à perda da função pública [cargo de prefeita], acaso ainda exerça”, detalhou o magistrado. A ex-prefeita Marinete Machado também foi condenada.

O mandato de Jade termina no dia 31 de dezembro, portanto daqui a exatos 93 dias.

 

Nesta segunda-feira (28), o juiz eleitoral Rafael do Vale Sousa deu prazo de 7 dias para que a defesa da prefeita faça a contestação do pedido de impugnação do MPE, reforçado por um outro pedido do PSD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *