Juiz cassa mandato e anula votos de vereador do PR em Monte Alegre, Mesa Diretora da Camara de Monte Alegre - 2017/2018

Duca Pescador, de óculos, é o 2º secretário da Câmara

O juiz Thiago Tapajós Gonçalves, da 19ª Zona Eleitoral, cassou o mandato de Manoel Dantas Vieira, o Duca Pescador (PR), aplicou multa de quase 11 mil reais no vereador e declarou nulos todos os votos obtidos por ele nas eleições do ano passado.

Duca Pescador, da base governista, é acusado de captação ilícita de votos e abuso de poder econômico. Ele pode recorrer da sentença junto ao Tribunal Regional Eleitoral, com sede em Belém.

Ele também foi condenado a 8 anos de inelegibilidade, a contar de 2016.

A sentença, publicada hoje, 5, foi proferida nos autos de uma AIJE (Ação de Investigação Eleitoral) de iniciativa do Ministério Público Eleitoral.

A AIJE tramitava desde dezembro do ano passado.

Esmeralda Barbosa Pereira, também ré na ação também ficará inelegível até 2024, além de pagar multa de R$ 5.320,00.

QUEM É

Duca Pescador foi o 5º mais votado na eleição de 2016 – 1,136 votos. Foi eleito pela coligação Desperta Monte Alegre, formada pelo PR-PPS-DEM-PHS.

Como os votos de Duca foram anulados, a vaga dele dependerá dos novos cálculos do coeficiente eleitoral, já que a eleição para vereador é proporcional.

Duca será afastado do cargo assim que recursos em primeira instância se esgotarem.

O primeiro suplente da coligação Desperta Monte Alegre é Kemmer Xavier, do PHS.

Leia também
União paga seguro-defeso irregular para 46% de pescadores em Óbidos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *