Publicado em por em Justiça

É a segunda viagem de Eloy Vaccaro para América do Norte desde que passou a responder o processo em liberdade

Juiz libera réu da Madeira Limpa para nova viagem aos EUA, Eloy Vaccaro
Eloy Vaccaro nova viagem para os EUA autorizada por Érico Pinheiro

O juiz federal Érico Pinheiro, responsável pela Madeira Limpa em Santarém, autorizou uma nova viagem aos EUA do empresário e réu envolvido no caso Eloy Luiz Vaccaro.

É a segunda viagem dele para América do Norte desde que passou a responder o processo em liberdade.

A primeira foi no final do ano passado.

“Não consta nos autos qualquer notícia de descumprimento das cautelares fixadas ao acusado. Ademais, foi informado o motivo da viagem, o local onde poderá ser encontrado e apresentados cópias dos bilhetes de ida e volta, sendo certo que sua ausência não importará em grande prejuízo para o cumprimento satisfatório da cautelar. Sendo assim, AUTORIZO a viagem de Eloy Luiz Vaccaro para os Estados Unidos, pelo período solicitado (26/07/2017 a 31/08/2017)”, justificou o juiz, em decisão lavrada no último dia 30.

Titular da 2ª vara, Érico Pinheiro autorizou ainda que Vaccaro passe a cumprir em Santarém – e não mais em Florianópolis – as medidas cautelares impostas a ele pelo juiz “em razão de ser cidade mais próxima ao lugar onde esta situada a empresa Açaí Amazonas Industria e Comércio Ltda”, com sede na cidade de Óbidos.

Vacarro, que é um dos sócios dessa empresa, é acusado pelo Ministério Público Federal de participação no esquema milionário de comércio ilegal de madeira no oeste do Pará.

Sobre a Madeira Limpa, leia também:
Réu da Madeira Limpa, servidor público da Sefa é afastado do cargo.
Justiça Federal começa interrogar 20 réus investigados na operação Madeira Limpa.
Justiça bloqueia R$ 2,8 milhões de empresa de açaí e mais 3 investigados da Madeira Limpa.


Publicado por:

2 Comentários em Juiz libera empresário réu da Madeira Limpa para nova viagem aos EUA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *