Júri popular condena réu a 46 anos de prisão por assassinato de casal

Publicado em por em Justiça, Santarém

Júri popular condena réu a 46 anos de prisão por assassinato de casal
O júri popular realizado em Santarém (PA) e presidido pelo juiz Gabriel Veloso de Araújo. Foto: JC

Em julgamento que terminou na madrugada de hoje (20), o júri popular condenou um dos réus envolvidos no assassinato de um casal em Santarém (PA), crime ocorrido em fevereiro de 2020, a 46 anos de prisão.

Erick Renan Oliveira Carvalho foi condenado pelos crimes de homicídio qualificado (de natureza grave, com alto grau de perversidade) e roubo majorado, cometido com violência ou grave ameaça à vítima, com uso de arma.

No cômputo total, a pena do réu foi de 46 anos, 11 meses e 10 dias de prisão. A defesa dele pode recorrer da decisão. Erick Carvalho continuará preso.

Ele é o primeiro dos 5 réus denunciados de assassinato do casal Francisco Iran Parente da Silva e Josielen Maciel Prezza. Dois estão presos (Erick Carvalho e Dionar Nunes Cunha Júnior) e três foragidos – Valdileno Braga Dias, Alessandro Gomes da Silva, Aline Maiara Ribeiro dos Santos, todos com prisão preventiva decretada.

O júri popular foi presidido pelo juiz Gabriel Veloso de Araújo, da 3ª Vara Criminal de Santarém, especializada em tribunal do júri.

— O JC também está no Telegram. Siga-nos e leia notícias, veja vídeos e muito mais.


Publicado por:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *