Primeiro réu acusado de matar casal vai a júri popular em Santarém

Publicado em por em Justiça, Santarém, Segurança Pública

Primeiro réu acusado de matar casal vai a júri popular em Santarém
O casal assassinado em 2020 Iran Parente e Josielen Prezza. O primeiro réu será julgado amanhã (19). Foto: Arquivo JC

O réu Erick Renan Oliveira Carvalho será julgado pelo júri popular nesta terça-feira (19), às 08h00, pela 3ª Vara Criminal de Santarém (PA). Erick Renan é acusado de ser um dos assassinos do casal Francisco Iran Parente da Silva e Josielen Maciel Prezza. Ele será o primeiro a ser julgado pelo crime ocorrido no dia 27 de fevereiro de 2020.

O acusado foi denunciado junto com Valdileno Braga Dias, Alessandro Gomes da Silva, Aline Maiara Ribeiro dos Santos e Dionar Nunes Cunha Junior pelos crimes de duplo homicídio qualificado, associação criminosa armada, roubo majorado e fraude processual por fatos ocorridos em janeiro e fevereiro de 2020.

Desse caso já estão presos atualmente o próprio Erik Renan e o suspeito Dionar Nunes Cunha Júnior. Estes dois já foram pronunciados pelo juízo da 3ª Vara Criminal de Santarém. Porém, os advogados de Dionar Nunes Cunha Junior recorreram da decisão de pronúncia e, assim, o processo foi separado, motivo pelo qual o julgamento da próxima terça-feira será apenas do acusado Erick Renan Oliveira Carvalho.

Foragidos

Os outros acusados no envolvimento do assassinato, que são Valdileno Braga Dias, Alessandro Gomes da Silva, Aline Maiara Ribeiro dos Santos, encontram-se foragidos, com prisões preventivas decretadas.

Foram indicadas 13 testemunhas a serem ouvidas em plenário, além do acusado que será interrogado. O júri popular será presidido pelo juiz titular da 3ª Vara Criminal de Santarém, Gabriel Veloso de Araújo.

Na acusação atuarão os promotores de Justiça Diego Libardi Rodrigues. Samir Thadeu Dahás Jorge, juntamente com os advogados Yan Ayres Aragão e Serrão e Fábio Argento Camargo Filho, que atuarão como assistentes de acusação.

A defesa do acusado ficará a cargo dos defensores públicos Jane Telvia Amorim e Vinicius Toledo.

A sessão de julgamento é pública, devendo ser verificada somente a disponibilidade de assentos no plenário de julgamento.

— O JC também está no Telegram. Siga-nos e leia notícias, veja vídeos e muito mais.


Publicado por:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *