MP abre investigação para apurar cobrança ilegal na Procuradoria Fiscal de Santarém
MP (Ministério Público) do Pará em Santarém: investigação de um suposto esquema de cobrança ilegal dentro da Procuradoria Fiscal de Santarém. Foto: Arquivo BJ

O MP (Ministério Público) do Pará abriu nesta sexta-feira (29) procedimento administrativo (inquérito) para apurar um suposto esquema de cobrança ilegal de honorários em curso na Procuradoria Fiscal de Santarém (PFS).

O caso foi denunciado nesta semana por Alexandre Maduro (MDB) em sessão por videoconferência da Câmara de Vereadores – e repercutido ontem (28) pelo Blog do Jeso.

 

A apuração da suposta ilegalidade estará a cargo da 9ª Promotoria de Justiça de Santarém, que tem, entre outras atribuições, de defesa do patrimônio público. Ela é dirigida pelo promotor Adleer Sirotheau.

Esse é o primeiro passo de um processo que pode culminar, por exemplo, em uma ação civil pública ajuizada pelo MPPA contra os envolvidos no suposto esquema ilegal.

— LEIA também: Com 2 ex-vereadores derrotados na área, sobe o nº de blogueiros por metro quadrado

A Procuradoria Fiscal de Santarém tem à frente, desde 2017, o advogado José Olivar Azevedo.

Assista à denúncia feita por Alexandre Maduro, que é pós-graduado em Contabilidade, Auditoria e Gestão Pública.

Procurada, a assessoria da Prefeitura de Santarém não se manifestou até agora sobre o caso. José Olivar Azevedo, no entanto, acusou o golpe.

Em sua página no Facebook, o advogado disse que irá processar o vereador, sem citá-lo o nome. E opinou sobre o mandato do parlamentar recém-empossado.

“Começou mal”.


📹 Assine o canal do Blog do Jeso no Youtube, e assista a dezenas e dezenas de vídeos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *