Washington Lima revelou que Zenaldo Coutinho recebeu 2,15 milhões de reais de donos de ônibus e não declarou à Justiça Eleitoral

Canté, Medrado, Rubens e Zenaldo
Washington, Medrado, Hélio e Zenaldo, investigação de crime explosivo em Belém

O empresário Washington Luiz Dias Lima esteve hoje, 17, no MP (Ministério Público do Pará), em Belém, prestando informações aos promotores de justiça Hélio Rubens e Nelson Medrado sobre as graves denúncias feitas pelo santareno contra o prefeito de Belém e candidato à reeleição, Zenaldo Coutinho [foto].

As denúncias ganharam repercussão nacional neste final de semana por conta da divulgação na revista Veja.

Leia também – Estudantes indígenas de todo o país realizam encontro em Santarém.

Zenaldo Coutinho, do PSDB, teria recebido 2,15 milhões de reais do sindicato dos proprietários de empresas de ônibus em Belém para a sua campanha neste ano, e que não teriam sido declarados à Justiça Eleitoral.

Por quase duas horas e meia, Washington Lima foi ouvido pelos dois promotores.

Na ocasião, ele confirmou o teor da reportagem divulgada, inclusive com áudio, na Veja. “Eu já tinha feito a denúncia ao Ministério Público há um ano atrás. Uma investigação sobre o caso chegou a ser aberta”, disse Lima ao blog.

“Parece que agora, com a repercussão do caso na imprensa nacional, o Ministério Público irá mais a fundo nas investigações”.

“Me coloquei à disposição dos promotores para ajudá-los no que for possível nas investigações”.

Santareno, Washington Luiz Dias Lima, também conhecido como  Washington Canté, atua no ramo de venda de combustível. Ele dirige a empresa Londrina Petróleo.

Leia também – Não quer calar. Quantos corpos a facadas ainda vão tombar em Rurópolis?

  • 878
    Shares

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

2 Comentários em: Denúncia de empresário santareno contra prefeito de Belém chega ao MP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • assim falou Golbery disse:

    não apenas no caso do Zemilionário, mas qual lugar que se pode ficar rico só exercendo cargo político, não é nação, apenas um bando de escórias sociais vivendo na égide de um bando de processos safados