Publicado em por em Política

Só 4 em cada 100 enfermeiros recebem mais de R$ 5 mil

Câmara engaveta aprovação do piso salarial de enfermeiros por pressão
O projeto para os profissionais de enfermagem já foi aprovado no Senado. Foto: Reprodução/Arquivo JC

Aprovado no último dia 24 pelo Senado, o projeto que cria o piso salarial nacional para profissionais da enfermagem dificilmente será votado este ano na Câmara, informa o Congresso em Foco.

O presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), segundo o site, informou a deputados da Frente Parlamentar da Enfermagem que não pretende pautar a proposta em plenário, mas, sim, levá-la à análise de comissões temáticas. Se Lira não mudar de ideia, o texto começará a ser discutido do zero pelos deputados apenas em 2022.

— CONFIRA: Hospital público em Santarém inicia seleção de pacientes para cirurgias eletivas.

A decisão é vista por deputados ligados à categoria como uma forma de barrar o projeto, que enfrenta forte resistência de prefeitos, que alegam não ter recursos para bancar os novos valores, de hospitais privados e Santas Casas de Misericórdia. Prefeitos alegam que a medida terá impacto de R$ 9 bilhões sobre os cofres municipais.

“Esta semana será decisiva. Estamos discutindo a realização de uma manifestação da categoria”, disse o deputado Célio Studart (PV-CE). Para ele, não há como virar o jogo na Câmara a não ser na base da pressão.

O projeto original, do senador Fabiano Contarato (Rede-ES), previa piso de R$ 7.300 para enfermeiros. O valor foi reduzido mediante acordo costurado pela relatora, Zenaide Maia (Pros-RN), e a senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), com a categoria.

— LEIA: Criação da 1ª cooperativa de enfermagem no oeste do PA repercute positivamente

“Esse valor que o Senado aprovou foi proposto há 10 anos pelo deputado Mauro Nazif. O que valia dez salários mínimos naquela época hoje vale apenas 4,5”, observou Studart.

A criação do piso salarial nacional representa uma conquista para os 2,5 milhões de profissionais de enfermagem. Entre eles, quase 2 milhões de técnicos e auxiliares, que estão especialmente vulneráveis aos subsalários, como demonstram os dados da Pesquisa Perfil da Enfermagem no Brasil, da Fiocruz. Em 2015, quase metade dos profissionais (45%) recebiam salários abaixo de R$ 2 mil. Somente quatro em cada 100 recebiam mais de R$ 5 mil.

Neste link, a íntegra da reportagem.


Publicado por:

5 Comentários em Por pressão, Câmara engaveta projeto que cria o piso nacional de enfermeiros

  • A forma de fazer pressão é a categoria parar. Um Hospital, uma UPA, uma Clinica, etc… não funciona sem o Enfermeiro, o Técnico em Enfermagem o Auxiliar em Enfermagem. É necessario pararmos. Só assim irão valorizar a nossa categoria.

  • O que ganhamos na supre as nossas necessidades, Ganhamos salário mínimo, Poxa merecido um salário Digno, Lidamos com vidas, Fomos escolhidos creio eu por Deus, Muitos de vcs senhores deputados, Tenho certeza que já precisou de um técnico e Enfermeiro para cuidar de cada um de vcs, Portanto faça justo tudo que vivemos nessa pandemia eu perdi o meu esposo pra esse vírus do inferno, Hoje dependo de um salário mínimo, pois não tenho mais meu esposo pra me ajudar, Estou arriscando a minha vida ❤️ para salva outra vidas, por favor sejam humanos pelo amor a família de vcs, Vcs senhores ganham o suficiente, Nós ganhamos o mínimo do mínimo, Sejamos humanos olhem pra nossa enfermagem a qual eu amo e Creio eu que não fui eu que escolhi foi deus que escolheu cada anjo de Branco somos guerreiros e guerreiras estamos na linha de frente contra esse vírus, E somos a favor de todos vacinados, E juntos assim venceremos, Como é que vamos ter forças se recebemos um salário de fome, Precisamos dá força de vcs☝️😔😭

  • O que ganhamos na supre as nossas necessidades, Ganhamos salário mínimo, Poxa merecido um salário Digno, Lidamos com vidas, Fomos escolhidos creio eu por Deus, Muitos de vcs senhores deputados, Tenho certeza que já precisou de um técnico e Enfermeiro para cuidar de cada um de vcs, Portanto faça justo tudo que vivemos nessa pandemia eu perdi o meu esposo pra esse vírus do inferno, Hoje dependo de um salário mínimo, pois não tenho mais meu esposo pra me ajudar, Estou arriscando a minha vida ❤️ para salva outra vidas, por favor sejam humanos pelo amor a família de vcs, Vcs senhores ganham o suficiente, Nós ganhamos o mínimo do mínimo, Sejamos humanos olhem pra nossa enfermagem a qual eu amo e Creio eu que não fui eu que escolhi foi deus que escolheu cada anjo de Branco somos guerreiros e guerreiras estamos na linha de frente contra esse vírus, E somos a favor de todos vacinados, E juntos assim venceremos, Como é que vamos ter forças se recebemos um salário de fome, Precisamos dá força de vcs☝️😔😭

  • Categoria da enfermegem têm a obrigação de sempre se atualizar para melhor atender, mais impossível fazer isso sem ao mínimo ter um remuneração justa. Valorização de nossos guerreiros da saúde já. Não se deve sucumbir ao interesse de organizações exploradoras que pagam um valor de 50 reais por plantão isso é exploração.

    1. Victor, a categoria deveria apostar numa mobilização nacional para fazer pressão sobre o presidente da Câmara dos Deputados. É urgente que Lira coloque pra andar o projeto na Casa, submetendo-o com urgência à votação pelo plenário da Casa. Urge essa mobilização! Urge que a matéria seja aprovada!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.