Publicado em por em Oeste do Pará, Política

A nona edição do evento está marcada para os próximos dias 25, 26 e 27

Tapajazz deve virar hoje Patrimônio Cultural Imaterial do Oeste do Pará
Toninho Horta e Maurício, fundador e arranjador da banda Boca livre, em apresentação no Tapajazz. Foto: Divulgação

Previsto para hoje (16) a votação pelo plenário da Alepa (Assembleia Legislativa do Pará) do projeto de lei que reconhece como bem do Patrimônio Cultural Imaterial do Oeste do Pará o festival musical Tapajazz, engenho & arte do produtor cultural santareno Guilherme Taré.

— CONFIRA: Alepa aprova projeto de José Maria Tapajós que nomeia escola técnica de Francisco Coimbra

O projeto, de autoria da deputado Marinor Brito (PSOL),recebeu parecer favorável nas comissões de Cultura e de Justiça da Casa.

Com 8 edições de existência, o Tapajazz já abriu seus palcos para estrelas renomadas do jazz nacional, como Hermeto Paschoal, Hamilton de Holanda, Toninho Horta e Yamandu Costa, além de grandes nomes da musica paraense. Tem como patrono o recém-falecido Sebastião Tapajós.

A nona edição do evento está marcada para os próximos dias 25, 26 e 27.

A expectativa é de que o projeto de Marinor Brito seja aprovado à unanimidade pela Alepa.

Tito Barata, apresentador oficial do Tapajazz, e Guilherme Taré, o criador do evento. Foto: Divulgação

— LEIA também sobre o evento: Tapajazz 2020 começa amanhã com a 1ª Mostra Belém em formato online.


Publicado por:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *