Samu 192 quer deixar 'guarda-chuva' da Mais Saúde, e retornar à gestão da Semsa
Servidores do Samu 192 em Santarém em trabalho de atendimento de um paciente. Foto: Arquivo/BJ

Há uma movimentação nos bastidores político no sentido de retirar o Samu 192 do guarda-chuva das unidades de saúde entregues pela Prefeitura de Santarém (PA) para gestão da OS Instituto Mais Saúde.

A ideia seria o retorno do Samu, sob a coordenação geral do médico Jornes Pontes, para a Semsa (Secretaria Municipal de Saúde).

 

A defesa da volta ao ninho da Semsa conta com a simpatia de graúdos de dentro e de fora da unidade de saúde. Para eles, já nesta fase de transição de gerenciamento a OS paulista tem deixado péssima imagem como gestora.

“Até medicamento começou a faltar”, denuncia um servidor do Samu em off (sob sigilo) ao BJ.

— LEIA AINDA: Multa da Vigilância Sanitária de Santarém à Queijo & Cia pode chegar a R$ 100 mil.

A Mais Saúde passa hoje por robusto inferno astral, sendo alvo de críticas diárias de diferentes setores da sociedade, inclusive da Câmara de Santarém, cuja voz altissonante é do vereador JK (PSDB).

A OS também virou alvo do Ministério Público por supostas fraudes no processo seletivo empreendido por ela neste ano.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *