Publicado em por em Justiça, Política, Trairão

Porto da Farmácia, do PSC, ainda pode recorrer da decisão no TSE

Tribunal Eleitoral reprova contas de campanha de 2016 de tucano do Trairão; à unanimidade , Plenário o TRE PA
Plenário do TRE do Pará, em Belém

Ademilson Porto, o Porto da Farmácia (PSC), teve a sua prestação de contas da campanha de 2016 reprovada pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral). O acórdão (sentença) foi publicado nesta quarta-feira (22).

O farmacêutico de 53 anos foi o 2º colocado na eleição para prefeito em 2016 no município de Trairão, oeste do Pará. Perdeu para o atual prefeito Django (PSDB).

Foi o tucano que recorreu junto ao TRE da sentença de primeira instância que aprovou as contas do seu adversário. E conseguiu reverter a decisão.

 

A briga judicial deve parar no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), para onde Porto da Farmácia pode recorrer contra o veredito, à unanimidade do TRE paraense na semana passada.

Porto da Farmácia, de Trairão
Porto da Farmácia é filiado ao PSC

Leia também:
Ministério Público pede proibição de mineração em reservas no Trairão e Itaituba


Publicado por:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *