Publicado em por em Altamira, Justiça, Política

A AIJE tramita na Justiça desde dezembro (dia 15) de 2020

Audiência do processo de cassação do prefeito de Altamira é adiada para setembro
Claudomiro Gomes versus Loredan Melo: batalha agora na esfera judicial. Montagem: BJ

A audiência de instrução e julgamento do processo de cassação do prefeito de Altamira (PA), Claudomiro Gomes (PSB), foi adiada para setembro próximo – dia 15 às 10h. A decisão foi assinada nesta terça (17) pelo juiz eleitoral Antônio Fernando Vilar, da 18ª ZE (Zona Eleitoral).

Eleito no ano passado com 46% dos votos válidos, Claudomiro é acusado de abuso de poder econômico e captação ilícita de votos em representação (AIJE, Ação de Investigação Judicial Eleitoral) ajuizada pelo médico Loredan Melo (PTB), 2º colocado na disputa (20,5%) de 2020.

— LEIA AINDA: Justiça encontra suspeita de atos ilícitos na campanha à reeleição de 2020 de ex-prefeito

A AIJE tramita na Justiça desde dezembro (dia 15) de 2020. A audiência foi marcada em maio para ser realizada nesta quarta (18), mas em decorrência de imprevistos foi redesignada para setembro.

Além do prefeito, mais 4 pessoas fazem parte do bloco de acusados na ação, a saber:

— Jorge Gonçalves de Souza, vice-prefeito eleito;

— Welington José Gonçalves Moura, coordenador da campanha e braço direito de Claudomiro Gomes.

— Chrystiano Alves da Costa, preso pela Polícia Federal com santinhos do prefeito eleito e R$ 2 mil. É acusado de compra de votos.

— Adevaldo da Silva Brito, vereador eleito pelo PSD. Acusado de se beneficiar com a compra de votos, casadas, para ele e Claudomiro.

A defesa dos 5 integrantes do polo passivo da AIJE rechaça as acusações.

A decisão sobre a audiência

Altamira – AIJE de Loredan contra Claudomiro by Blog do Jeso on Scribd


Publicado por:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.