Justiça nega registro de candidatura à reeleição da prefeita de Faro
Jade Abreu, registro de candidatura negado pela Justiça Eleitoral. Foto: Divulgação/PMF

Em sentença nesta terça-feira (13), a Justiça Eleitoral indeferiu (negou) o registro de candidatura à reeleição da prefeita de Faro, no oeste do Pará, Jade Abreu (MDB), 41 anos.

Motivo: Jade estaria com seus direitos políticos cassados por 3 anos, com decisão transitada em julgado em agosto deste ano, ou seja, o processo chegou ao final, sem que seja possível ajuizar recursos contra a sentença.

 

O indeferimento do registro para que Jade Abreu possa ser candidata neste ano foi decidido pelo juiz eleitoral Rafael de Vale Souza a pedido do MPE (Ministério Público Eleitoral) e do PSD. Cabe recurso junto ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Pará, com sede em Belém.

“Verifico que a decisão do Juiz que determinou a suspensão dos direitos políticos ativos e passivos do impetrante [Jade Abreu] contém todos os elementos exigidos pelo art. 15 da CF [Constituição Federal] para o seu cumprimento imediato”, frisou o mgsitrado.

“Pois trata-se de ato de improbidade administrativa, a decisão que suspendeu os direitos políticos do eleitor foi expressamente motivada, a ação condenatória transitou em julgado. Por consequência, é de rigor declarar a inelegibilidade da requerente [Jade Abreu]”.

 

Ele lembrou na sentença que a defesa da prefeita chegou a recorrer (com efeito suspensivo) da sentença de sua condenação transitada em julgado. O TJPA (Tribunal de Justiça do Pará), porém, rechaçou o recurso.

“Extrai-se da referida decisão prolatada em sede de segundo grau, datada de 05/10/2020, que a sentença que decretou a suspensão dos direitos políticos da Sra. Jardiane Viana Pinto transitou em julgado”.

Leia a íntegra da decisão da Justiça.

A defesa de Jade Abreu, feita pelo advogado André Bassalo, declarou ao blog que irá recorrer da sentença.

LEIA também sobre esse caso: Certidão atesta que prefeita que quer 2º mandato está inelegível 3 anos; veja o documento

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Um comentário em: Justiça Eleitoral nega registro de candidatura à reeleição da prefeita de Faro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *